Sobre o “Volta, Mundo Blogueiro!” – e porque ele nunca volta.

Existem perguntas que recebo com frequência (como qual a cor que pinto meu cabelo, que já disse aqui, rs), e existe uma que nunca sai da lista: "Vitrola, quando o Volta, Mundo Blogueiro! volta?". E quer saber? Taí uma coisa que eu nunca sei responder.

 

Para quem não sabe, o Volta, Mundo Blogueiro! (VMB, para os íntimos) começou por causa deste post aqui. É claro que de lá para cá, meu pensamento mudou um pouquinho. Mas se eu for resumir, eu ainda quero saber mais de você: simples assim. Os blogs pessoais continuam sendo meu tipo de blog favorito. Um post, seja lá sobre o que for, contendo uma opinião sua, toda do seu jeitinho.

 

campanha

Nessa época, esse post foi feito por um motivo: estávamos passando por uma fase sinistra do mundo blogueiro. Era algo como ninguém sabia para onde estava indo, mas todos iam juntos para algum lugar. Então tivemos um feed bombardeado de sorteios, unhas e posts de moda copiados de grandes portais. Como toda fase (boa ou ruim), passou. A maioria foi se "estreitando", entendendo que um blog era MAIS do que isso, e finalmente o coro de mentes cansadas parecia ganhar voz. Ou talvez, tudo isso foi perdendo o foco e caindo no limbo do esquecimento… e cá estamos.

 

Eu acho que nos encontramos numa época de paz no mundo blogueiro, já que o grande foco são as redes sociais (que, diga-se de passagem, anda menos "pacífica" do que nunca… rs). Praticamente, há espaço para tudo, todo tipo de blog, e todo tipo de leitor. Claro que, a originalidade ainda é predileta, mas a falta dela também não chega a ser um motivo para grandes incômodos. 

 

Bem, voltando ao Volta, Mundo Blogueiro!, ele ganhou um blog e muitos seguidores. Eu já não sei dizer quantos blogs apoiaram a ideia, mas fico feliz em saber que foram muitos. O blog era mantido basicamente pelos leitores: entrevistas, links e qualquer coisa que fosse voltada ao mundo blogueiro, com ênfase em destacar a blogsfera bacanuda, que ainda se sentia nostálgica com o modelo de blogs de antigamente.

 

print

 

E aí… estamos onde estamos. Não soube o que levar adiante com o "Volta, Mundo Blogueiro!", me perdi na ideia. Ao mesmo tempo que me sentia responsável por um compromisso que assumi. Até hoje recebo mensagem de pessoas me cobrando colocar o link do blog na página, quem já não é mais atualizada desde 2012, por ter colocado o button no blog, rs. Até o Inagaki, jornalista e blogueiro que admiro muito, já puxou minha orelha sobre o "Volta, Mundo Blogueiro!" no TwitterCom o tempo, minhas prioridades acabaram mudando, e o Volta, Mundo Blogueiro!…não voltou mais. 

 

Tudo isso é só para dizer: me perdoem? Por não ter dado continuidade, pelo apoio que recebi quando desabafei, e que às vezes, pareço não ter sido grata. Eu sou, e muito, principalmente aos que me ajudaram imensamente – que não vou citar com medo de esquecer alguém, mas lá no blog tem tudinho. Mais do que muita gente imagina, já que para mim foi uma ótima experiência, aprendi MUITA coisa vendo pontos de vista tão diferentes. E assim, não sei dizer se o "Volta, Mundo Blogueiro!" um dia volta, embora eu sempre planeje de alguma maneira – inclusive, cheguei a comprar um domínio .com -, mas ele ainda existe. E ele é ainda de todos vocês ♥

 

(e eu aceito pílulas de incentivo, viu? só pra constar… ahahah)

 

Para ler também: Blogagem Coletiva: O que é e como participar!

 

  • Emi

    Rê, você sabe o quanto eu curtia o VMB, mas acho que você não tem que se cobrar e nem pedir desculpas por isso. De verdade. Concordo contigo nisso de que chegamos em uma fase muito diferente daquela. Que hoje temos espaço para todos os blogs e que todos são muito mais respeitados e aceitos do que eram. E acho que a mente das pessoas mudou muito em relação a isso também. Não acho que o projeto deixou de fazer sentido por completo, mas entendo o porque de você não se sentir com tanta vontade de continuá-lo. Acho que o VMB fez muito bem o que precisava fazer: dar um puxão de orelha nos blogueiros. Depois, vejo o Rotaroots como uma continuação muito boa - e divertida - dele. Talvez falte as pessoas verem os dois projetos como um mundo só. :D Enfim, já falei sobre como o saudosismo excessivo e cego de muitas pessoas me incomoda, e sempre te admiro por você ter uma visão muito sensata e consciente sobre todo esse assunto. E, principalmente, por você expor suas ideias! \o/

  • Daiene

    Olha, Rê, eu entro bem pouco nos blogs, mas sempre que tenho um tempinho livre em casa, separo uns minutinhos pra ler aqueles que estão nos meus favoritos. Eu sou blogueira desde os 13 anos (tenho 22 agora) e há uns cinco criei o Moda-up que tá de pé aí até hoje. Quer dizer, nesses últimos quatro meses eu simplesmente dei uma pausa nas postagens, por falta de tempo e cansaço mesmo dessa blogosfera. Mas senti uma falta absurda, uma abstinência tremenda, que precisei voltar o quanto antes, e com outra cabeça. Eu sempre fiquei perdida com o real foco do blog - na época, antes mesmo de rolar esse "boom" de blogs, tinha criado ele pra falar da faculdade de moda e dos cosméticos que eu gostava de usar - e com o tempo parece que tudo caiu na mesmice. Era uma tendência aqui, uma resenha lá, um sorteio aqui... Não tinha muita graça, sabe? Até que fui cansando com o tempo e cá estou eu com o objetivo de renová-lo. Vou continuar falando de coisas que eu gosto, mas pretendo abraçar com vontade o projeto VMB, independente de ser atualizado ou não! Afinal, ele sempre fez a diferença!<3 Um beijo!

  • Patrícia

    Oi! Por incrível que pareça só conheci seu blog agora. Estava vagando por aí, procurando blogs legais pra ler, e a maioria das páginas eu fechava em dois segundos. Na sua eu demorei mais tempo e foi porque eu também eu sou uma fã dos blogs pessoais, dos blogs como eles eram. Comecei a blogar no BliG, não lembro se em 2001 ou 2002, e de lá pra cá andei por muitos lugares, domínios e plataformas, deletando e reiniciando... mas nunca consegui me distanciar por muito tempo desse mundo. Já tinha ouvido falar no "volta, mundo blogueiro", e acho que de certa forma ele nunca morreu totalmente. Ainda bem, né? Uma feliz Páscoa pra você! Patrícia

  • Anderson

    Ja estou com saudades, curti demais as ideias do VMB. Please come back

  • Sophia Samhan

    Oi Re, acabei de conhecer o seu blog (onde eu estava esse tempo todo?) estou achando incrível e pretendo voltar sempre. Por causa disso e por não ter conhecido esse seu projeto não posso opinar, mas sei que hoje em dia ninguém pode cobrar nada de ninguém, achei a sua ideia muito boa, mas vida de blogueira é corrida. Bjs! Blog → Pegando Meu Rumo

  • Raquel

    Eu lembro quando surgiu o VMB, foi incrível pra época e acho que conscientizou muitos blogueiros que estavam indo na onda de umas ovelhas negras rs. Acho que você não precisa se desculpar porque já fez o mais importante, que foi o pontapé inicial, e coube/cabe a cada blogueiro seguir e compartilhar os "princípios" do projeto. E agora temos o rotatoots que eu vejo como um 'VMB em ação'. Bjs ;)

  • Mari Mari

    Nossa, como assim? Você não é obrigada a levar pra frente uma coisa que você mesma criou. A escolha é sua, independente do sucesso que tenha feito. Até os Beatles acabaram, gata, então relaxa. Blog é pra ser uma das coisas mais light e legaizinhas ever, e não uma obrigação. Obrigações tornam tudo mais chato. Sabe, pra ser sincera, não conhecia o VMB, e apesar de a "fase negra" dos blogs estar praticamente toda superada, como você mesma citou, eu participaria do projeto, se ele ainda existisse hoje. Então, se quiser voltar com ele, tem super meu apoio e meu incentivo. E acho que não sou a única. Mas é claro, o mais importante: só se você estiver a fim. Beijão!

  • Vulgo Emilie

    Não sabia que você era a dona do blog. Achei a ideia muito legal. faz falta um blog como aquele. Mas entendo que você tenha parado por suas razões. Já pensou na possibilidade de ter equipe para te ajudar? pode ser uma boa. levar adiante dois blogs é meio pesado [falo por experiência].

  • Fernanda Maria

    Sabe que conheci o VMB a tempos atrás e olha, não sabia que foi ideia tua hahahahaaa Mas confesso, eu fiquei meio perdida por que realmente o VMB se perdeu mas vou contar; Meu blog anda meio perdido sabe, quero por cor, deixar alegre por coisas legais e simplesmente não vai, fica naquele pastel, naquela coisa clara e eu não sei o que fazer e sabe Re, é meio frustante por que peço ajuda pra Deus e o mundo mas cadê, ajudar ninguém quer na verdade, acho que é por isso que tem tantooooos blogs sobre moda, look do dia, por que é mais fácil do que bolar algo diferente, por que não tem uma alma viva que queira ajudar...veja, para mim mesma seria fácil tirar fotos de mim como roupa e por lá no blog, pronto, look do dia forever kkkkkk Mas eu quero ser eu mesma, não fico mais de mimimi no blog mas sim, coloco textos mais sérios, mais eu e é pena que esses quase ninguém vê, o dos Anjos? cadê que alguém viu? quase ninguém...e tem outro vindo por ai hohohohooo Eu gosto de expor minha opinião,discutir, falar a respeito, mas sim, cada dia amo mais tirar fotos e por lá no blog, ideia linda da Morgânia que disse alias para deixar as imagens grandes e ficou melhor mesmo... Mas sabe, ainda acho que falta algo, uma identidade, algo que não tenha em outros blogs, algo que ninguém fez e eu quebro todos os dias a cabeça pensando em um tema que ninguém postou ainda...vê, ser original não é tão simples assim nesse mundo blogueiro... O Volta Mundo Blogueiro é legal, agora entendi melhor a ideia e curti bastante, tenta levar a diante, recomeçar, chamar as pessoas, bola um logo bem legal...muitos como eu adoram um logo bem bonito pra por no blog e vai indo, sem pressa e no seu tempo que você consegue. Eu aqui to querendo muito ficar sem tempo, ganhar dinheiro, sair de casa, fazer mil coisas enfim, sair pro mundo, ver pessoas fora da net por que né, contato fisico sempre é melhor do que virtual... Enfim, vai que consegue viu Bjs mil

  • Dayane

    Eu já entrei em projeto de outros blogs além do Penso, Logo... Blogo!, seja por empolgação do momento ou porque eu acreditava de verdade naquilo, mas é muito trabalhoso e a gente acaba desanimando uma hora. É uma pena. Pra vc que tem cobrança das outras pessoas deve ser ainda pior. Mas deve fazer o que se sente a vontade, blogar em quanto blogs quiser, se sentir vontade pra isso (só não pode abandonar o mulé vitrola, hein) rs

  • Cyntia

    Se é trabalhoso cuidar de um blog, imagino de dois. Gosto de blogs com a cara da pessoa que o faz. É mais interessante, porque a gente conhece pessoas que estão longe (e se tornam tão próximas e intimas - certas vezes). Não são muitos os meus blogs favoritos, mas os que sigo com frequência tem muita qualidade, como o seu =)

  • claudia

    Não conhecia o Volta mundo blogueiro, mas eu te perdoou hahaha brincadeira! Mas adorei conhecer esse projeto! eu sou nova no 'mundo' dos blogs haha Beijos http://leitoraemlondres.blogspot.com.br/

  • Ericka Rocha

    Rê, sou uma fiel apoiadora da volta do mundo blogueiro, mas para isso faço minha parte individualmente (e sei que vc tb!). Hoje, talvez, as pessoas já estejam mais cientes de que bloggar não é só um ato comercial ou um espaço para publicidade mecânica e vazia... É também terapêutico, pessoal, fonte de inspiração, local pra conhecer gente interessante, etc, etc, etc... Sinto um movimento natural em toda a blogosfera de interesse nesses blogs mais pessoais e um aumento na qualidade desses espaços, tanto em conteúdo quanto em frequência de postagens. A industria bloguistica vai continuar existindo? Vai. E isso não é de todo ruim. Mas talvez a gente já não precise mais "levantar a bandeira e sair nas ruas" a essa altura do campeonato, daí vc ter deixado o #VMB meio de lado...O movimento (ainda bem!!) está navegando com o próprio barco nessa web gigante de meu Deus e sempre abrindo espaço pra mais um blogguinho com cara de casa, reforçando essa coisa que a gente tanto ama que é a blogagem de raiz <3 Um beijo, te admiro demais pela livre exposição de ideias, pela pessoa que vc é, e tamo junto, sempre! =)

  • Juliana Rabelo

    Re, acho que sua iniciativa de começar tudo isso foi memorável. Mas todos nós sempre somos tão ocupados, que fica difícil dar conta de tudo. Fico pensando se não seria bacana dividir essa responsabilidade com mais gente (vi no blog que só duas pessoas escrevem)! Mas de qualquer maneira, a semente foi plantada, e o principal é ver o quanto ela tem crescido e o quanto ela ainda pode crescer e contagiar ainda mais gente! Dou muita força pra essa retomada!

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *