Faxinão, sim

Não me achem louca, mas eu adoro me desfazer das coisas.

 

Na verdade, eu adoro não precisar delas, e poder passar adiante. Não sou uma pessoa de muitos apegos (só à algumas pessoas e às minhas gatas, rs). Logo, sou do tipo que quando fala que var dar "aquela geral"… é geral pra valer.

 

Quando eu era criança, meus pais guardavam tudo. Tu-do. A tal ponto que tinha uns 3 cômodos pelo quintal/casa (sério) que era só para… guardar coisas. Aquilo me incomodava de tal forma que eu dizia que quando fosse adulta, eu não queria acumular coisas, queria morar numa casa só com o essencial, colchão no chão e fogão de uma boca, haha (exageraaada…).

 

Mas de uns tempos pra cá… percebi que havia perdido o controle. Eu continuava me desfazendo de coisas como sempre durante esses "faxinões" esporádicos, porém, consumindo muito também, quase que o equivalente ao que eu me desfazia. De repente, tudo virou necessário, tudo eu precisava de alguma forma. Aí… bateu aquela mão na fuça da realidade.

 

Felizmente, faz parte da minha personalidade acordar um dia e decidir tomar as rédeas, mudar, recomeçar. Então, calmamente, tenho separado o que vai pro lixo, o que vai pra doação e o que dá pra descolar uma grana pois está novo ou em ótimo estado. Junto com isso, ando me forçando a fazer escolhas melhores, consumir menos, priorizar as necessidades reais, sabe? Por exemplo: se minha pele me incomoda… qual motivo gastar com uma base cara para esconder, ao invés de uma consulta ao dermatologista, ou um produto que realmente vá me ajudar?

 

Ainda não terminei, mas me sinto tão, tão mais leve e até parece que as coisas ficaram mais "claras", mais objetivas. Um limpeza por fora que parece que limpa a alma. Tão bom, né?

 

5 manias de loucos por faxina

(mesmo os que nunca conseguem deixar tudo sempre organizado, e ficam loucos com isso, haha!)

 

1. A parte mais legal de fazer compras é a xeretar/comprar os produtos de limpeza

 

colbert-cleaning-supplies

 

 
2. Você tem uma trilha sonora especial só para os dias de faxina

giphy
 
 
3. Você fica emocionalmente abalado quando alguém ignora tudo que você organizou/limpou
 
giphy (1)
 
 
4. Você se sente muito pouco à vontade se alguém se oferece pra faxinar junto com você, pois é seu momento de solidão favorito em que você pode dublar suas músicas favoritas sem ser julgada
 
giphy (4)
 
 
5. Principalmente se a pessoa começa a fazer coisas que você não aprova
 
whYfFDU
 
 
6. E, finalmente: você sempre precisa de muito controle emocional para lidar com aqueles dias de muito cansaço, falta de tempo e casa desorganizada…haja coração!
 
giphy (5)

 

26 pensamentos em “Faxinão, sim”

  1. Pra mim só tem uma coisa boa: chamar a diarista semanalmente. De resto, espero calmamente e vou limpando o que dá porque odeio casa suja, mas confesso que não tenho e nunca vou ter mão tão boa pra faxina como a diarista. Acho que é de família… hahaha

  2. Quando eu era menor, adorava dar faxina. Limpar tudo mesmo. Passei por uma fase na minha adolescência que deixava tudo de pernas pro ar. Depois que casei ( 3 anos pra cá), graças a Deus voltei ao normal. Não gosto de acumular as coisas… Compro, uso mesmo mas depois que não dá mais eu passo pra frente mesmo… Odeio acumular as coisas, acho que as energias começa a fluir depois que nós se desfazemos de coisas que não preenche mais nossa vida né? Beijos Renata
    http://joicyrecco.blogspot.com.br/

  3. Eu tenho meus dias de “louca da faxina”, normalmente sábado ou domingo e, nesses dias, arrumo o minicafofo de ponta a ponta, de cima a baixo! Acabou dia com chão limpo, cozinha brilhando, poeira tirada, móveis lustrados, banheiro lavado e roupa estendida. Acabo um dia um bagaço, mas é tão bom terminar tudo, tomar um banho e ficar apreciando a casa limpa. Daí é só pedir a pizza! Kkkk!

  4. aqui em casa é uma briga,eu e minha irmã sempre doamos aquilo que não usamos, minha mãe não desapega de nada, ela tem 2 sapateiras cheias de sapatos que ela não usa e um guarda roupa que deve ter roupa da espoca que eu nem era nascida.

  5. Olha, senti como se estivesse lendo o relato de uma minimalista depois de uma sessão de “destralhamento”, hahaha. Uma vez a cada 6 meses eu faço uma seção de “descarrego” aqui em casa, meu guarda roupa e quarto ficam tão mais leves, sei bem qual sua sensação. E sobre o faxinão, sim eu tenho trilha e sim, fico magoada quando não percebem ou comentam meu árduo trabalho. haha
    Abraçoos

  6. N-O-S-S-A! Me descreveu! Achei q só eu era a louca das faxinas! Amay os gifs! rsrsrs Faxina é a minha terapia dos dias de folga! <3 Aquela sensação de renovação depois q tudo está limpinho e cheiroso é o máximo!
    Agora, é tão difícil não acumular coisas pensando q um dia posso precisar… e depois q a gente se desfaz dela geralmene acaba precisando. Mas é a lei de Murphy. Enquanto ela está lá, vc não precisa. Depois que doou, aí aparece uma necessidade! rsrs

  7. HAHAHAHAHAH RÊ VOCÊ É ÓTIMA! Aqui em casa eu aprendi o desapego com meus pais desde sempre, eu ainda não sou a rainha do desapego, acabo guardando muita coisa – e depois não jogando fora – por causa do valor sentimental, das lembranças… Mas outro dia eu também peguei meu armário pra dar uma geral mais localizada e me deu a louca e joguei praticamente tudo fora… Afinal nem adianta ficar guardando pelo valor emocional se vai ficar ali jogado e ocupando espaço né?

    Particularmente não gosto de faxina, de produto de limpeza, de lavar banheiro, passar pano, etc etc etc, acho chato e cansativo demais, preguiça!

    Mas é sempre bom fazer uma catada nas tralhas e sempre liberar mais um espaço né? Mais do que isso: é necessário!

    Beijo!

  8. HAHAHA MUITO EU! Quando vou fazer limpeza aqui em casa primeira coisa que faço é ligar música bem alta, dançar com a vassoura e inventar aquela coreografia que a menininha de Chandelier da Sia sentiria inveja!
    Mas ao mesmo tempo que curto limpar a casa, sou muito apegada as coisas. Vai entender, haha.

  9. Me identifiquei de uma maneira absuuuurda, hahaha.
    E ainda passo por um dilema na hora da faxina, sou recém-casada e meu respectivo não fazia muita coisa na casa dos pais, então preciso ensinar/dividir as atividades e chamar atenção pra que ele faça.
    Daí me pego muito aflita em 99% dos casos com a expressão do penúltimo gif, por que ele tá passando pano no chão sem varrer, ou pendurando as roupas tortas, levando 3 meses pra picar meia cebola, etc. xD
    Não posso simplesmente fazer tudo (até por que seria errado e impossível), mas também num guento ver ele fazendo tudo troncho.
    Haaaaaja coração!

  10. Afff que eu admiro muuuuuitão quem gosta de faxinar… fujo sempre!!! Em compensação não sou apegada demais com as coisas, se ficou um tempo sem uso pego e passo pra frente, principalmente roupas.
    Estou esperando um amiga que se prontificou a me ajudar com uma faxina aqui, não me importo em receber ajuda, pois não tenho um ritual pra isso já que não gosto…
    Eu já disse que não gosto de faxina??? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Bjs!!!

  11. Adorei o post. HAHAHAHA Não sou uma pessoa muito organizada mas, quando resolvo me desapegar, nossa, chega dar um alívio. Aí vou doando roupas, jogando coisas fora, é uma maravilha. Aí tudo fica com cheirinho de coisa nova, tudo limpinho. 🙂

  12. Não sou a pessoa mais organizada do mundo, mas também tenho essa coisa do desapego. Quando decido arrumar tudo, ninguém me segura, jogo milhões de coisas fora e doo o que pode ser aproveitado. A melhor sensação é quando você acaba e tá lá tudo arrumadinho, chamo todo mundo pra ver! hahaha

  13. Odeio limpar casa/ tirar pó, mas AMO tirar coisas do caminho! Eu sou muito desapegada, às vezes acabo exagerando e me desfaço de coisas que até são úteis e que vou precisar um dia… aí tenho que me virar pra conseguir de novo. Cada saco de coisas que tiro aqui de casa me proporciona um sentimento de leveza equivalente ao de quem fez um intensivão de yoga por 10 horas seguidas. O difícil é lidar com esse número 6 da lista! Hahahaha

  14. E a sensação de dever cumprido no final? A casa limpa? O cheirinho gostoso de limpeza?? Acho que é mal de gente que cresceu com pais que curtiam acumular coisas porque ó, nunca lembrei de ter morado numa casa onde não houvesse quartinho de despejo! Admito que curto uma novidade de limpeza cheirosa e adoro produtos de limpeza! Gente, produto pra limpar coisas de madeira com cheiro de baunilha! Como não amar???

  15. HUASHUASHUAS Tão eu ou quase eu kk
    Eu tenho meus momentos que acordo e se a casa esta me incomodando, eu parto pra faxina, ouço até Ivete KKKK e não sossego até estar tudo no lugar e eu de banho tomado.
    Por mais importante que seja o tenho que fazer, se bate a vontade de mudar tudo, eu mudo senão meudeus, haja controle emocional
    Um beijo Rê

    1. Também faço isso, tomo banho e vou pro sofá… e fico sentindo aquele cheirinho de limpeza e sensação de organizado… é tão bom, hahaha!

  16. Hahaha, me vi no número 4 e no 5. Pode deixar que eu arrumo sozinha, do meu jeito, obrigada, huahuahuahua. Ano passado foi meu ano de desapego (de muita coisa) e aproveitei pra me livrar de coisas inúteis, correspondências antigas, coisas da faculdade, roupas que estavam encostadas, sapatos… e tirei TANTA, TANTAS coisas, que me assustei em como tudo aquilo cabia nesse meu quarto que é tão pequeno! Hahahaha. Foram sacolas e mais sacolas de desapego, foi um mês pra conseguir me livrar de tudo (nunca mais junto tantas correspondências pra depois ter que rasgar tudo, aff), mas valeu a pena! Parece outro quarto, muito mais leve, mais arrumado, mudei os móveis de lugar, me sinto outra pessoa!

    1. Eu sempre tenho esse sensação “céus, como tudo isso tava cabendo aqui?”. E pior que tem vezes que nem parece que saiu TANTA coisa assim, haha! Que estranho…

      Mas mudanã é gostoso mesmo, principalmente essa sensação de renovado. Adoro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *