Categoria: Cena Feminina

Publicidade, mulher e cerveja juntos DO JEITO CERTO

Quando você tem um blog, é comum receber releases de campanhas. Eu gosto de receber, mas raramente são temas que me interessam a ponto de postar no blog, pois aqui se trata de um espaço com um conceito MUITO particular. Quando recebi esse e-mail do Coletivo Publicitárias com A, achei que tinha tudo a ver com o blog e claro, No que eu acredito. Segue o e-mail, na íntegra, logo abaixo.

Publicitárias e cervejaria artesanal unidos em ação no Mês da Mulher

Acostumadas a “matar jobs” comemorativos nas mais diversas ocasiões em seu dia-a-dia, as profissionais do mercado mato-grossense do Coletivo Publicitárias com A abraçaram mais um desafio neste Dia da Mulher.

A convite da Louvada, a primeira cervejaria artesanal de Cuiabá, e da Agência /renca, responsável pela comunicação da marca, o Coletivo desenvolveu uma ação conjunta para o Dia da Mulher, desmistificando conceitos como o de que mulheres não gostam e/ou entendem de cerveja, ou mesmo de que “não podem” sentar em uma mesa de bar sozinhas para degustar uma cerveja, ou, ainda, reunir amigas para uma happy hour.

Peças publicitárias leves e bem-humoradas, como um filme para internet, posts nas redes sociais e displays para mesas de bares, apresentam ao público o conceito “Coisa de Mulher Louvada”, associando a Louvada e seus produtos a uma posição de empoderamento, sem cair nos clichês da propaganda tradicional para a data.

Durante o mês, as consumidoras serão convidadas a postar fotos e comentar o que, para elas, é ser uma mulher Louvada, usando a hashtag da campanha (#coisademulherLouvada).

O objetivo da ação, além de aproximar ainda mais a marca de suas consumidoras, provocando a reflexão e o debate sobre questões que envolvem o cotidiano feminino, é apresentar o Coletivo Publicitárias com A, que nasceu em maio de 2017, por iniciativa de um grupo de profissionais, que se deparou com a ausência de palestrantes mulheres em um evento do setor, o que contrasta com a realidade do mercado, onde as mulheres estão fortemente presentes.

As publicitárias resolveram reunir outras colegas, primeiramente como um mapeamento informal do mercado e, desde então, o Coletivo vem planejando e desenvolvendo ações em prol da visibilidade da mulher e da igualdade de direitos no ambiente profissional, a começar pelo networking, criando uma rede de indicações para oportunidades e propostas de trabalho.

“A iniciativa surgiu no momento certo, quando temas como sororidade, empoderamento feminino, assédio, disparidade de salários entre homens e mulheres, conciliação dos papéis de mãe e profissional, entre tantos outros, têm sido debatidos em todos os mercados, de todas as regiões do país. E nós, autênticas mulheres louvadas, que honramos nossas trajetórias, não poderíamos ficar de fora desta discussão”, afirma Silene Ferreira, presidente do Coletivo.

“Faço parte do Coletivo e sou responsável por toda a comunicação da Cervejaria Louvada, por isso tive a ideia de unir estas forças. Ninguém melhor que publicitárias, mulheres, para criar a campanha do Dia da Mulher de uma marca que mais do que nunca, tornou-se uma coisa de mulher Louvada”, conta Natália Darini, sócia-proprietária da Agência /renca.

E o cliente também “comprou a ideia e a causa”. Ygor Quintela, diretor de Marketing da Cervejaria Louvada diz como recebeu a novidade: “Quando a /renca me trouxe a ideia fiquei empolgado, porque as mulheres já representam metade do nosso público consumidor e a gente honra esta preferência com muito orgulho”.

Com iniciativas como essa, ganham o cliente, os profissionais envolvidos e, principalmente, o mercado feminino.

Veja as peças da campanha nos perfis do Publicitárias com A (publicitariascoma) no Instagram, Facebook e no canal do YouTube, além dos perfis da Agência /renca e da Cervejaria Louvada.

 

 

 

 

 

 

5 mulheres de UBATUBA para acompanhar

São mais de sete anos morando em Ubatuba e a possibilidade de conhecer muitas pessoas interessantes. Este não é um post pagação de pau nem nada do tipo. Adoro descobrir pessoas e coisas legais, e fico naquela que todos deveriam conhecer também. É dica das boas! Simples.

Não poderia deixar de dizer o quanto Ubatuba tem, nos últimos tempos, criado uma presença feminina forte, com artistas, empresárias e coletivos – e daí também resultando da necessidade desse post. Espero que, daqui a um ano ou menos, eu possa fazer este post novamente, com uma nova lista de novos achados da cidade. Então, bora conhecer essa mulherada litorânea cheia de coisa pra falar/mostrar?

 

Quem: Sá Ollebar

Onde: no blog e canal Preta Pariu

Motivo: Conheci a Sá por causa do Voz de Mulher (programa feminista aqui de Ubatuba do qual participei) e me encantei. Tenho certeza que ela ainda vai aparecer muito, pelo menos torço por isso. Suas postagens e vídeos abordam assuntos importantes com muita consciência. Além de tudo, ela tem ótimas dicas de make e cabelos coloridos.

 

 

Quem: Maria Capai

Onde: no canal Diga Maria

Motivo: Culinária sofisticada e criativa. Pra babar e fazer, ou pelo menos se inspirar. Os vídeos são bem simpatia e dá vontade de pular pra dentro deles (e comer tudo, óbvio). Já tivemos oportunidade de nos encontrarmos pra batermos papo e ela é uma pessoa queridíssima!

 

 

Quem: Ellen Caliseo

Onde: no blog e Instagram Casinha de Retalhos

Motivo: A Ellen é um mini-docinho de pessoa mas com uma mente borbulhante e espaçosa pra ideias. O blog dela é recheado de ideias para decorar a casinha, excelente pra quem gosta de colocar a mão na massa. Mas é no Instagram que ela sempre tem fotos postadas do seu cantinho inspirador que já é figurinha carimbada em muitas revistas de decoração.

 

instagram-decoracao-casinhaderetalhos-ellencaliseo

 

Quem: Roseane Moura

Onde: no portfolio Lente Materna

Motivo: Quando vi o trabalho fotográfico da Rose a primeira vez, foi como se eu tivesse mergulhado num mundo de cores que eu de imediato, me encantei. Apaixonante, carinhoso, acolhedor. Fotografia é muito disso, né? Mas tenho certeza que vai tocar muitos de vocês também. Depois que passei acompanhar a Ro, não consigo mais ver fotos coloridonas sem pensar nela. Na maioria das vezes, são de fato fotos dela no meu feed, rs.

 

IMG_02031(pp_w1050_h699)

Na foto: minha amiga Gabi e filhota Isa, pelo olhar colorido da Rose

 

Quem: Camila Nogueira

Onde: no blog e canal Apenas um Hobbie

Motivo: Você sabe se maquiar? Eu não sei. Mas a Camila sabe, e MUITO. Uma das pessoas mais habilidosas que conheço em relação à maquiagem (e ela dá curso, que farei em breve, inclusive!). Se você curte maquiagem, vai amar. Se não entende nada como eu, vai admirar da mesma forma. Vai por mim, se joga lá no blog dela. Além de tudo, a Camila desenha super bem. Cheia de habilidades essa mocinha…

 

 

Espero que gostem e claro, se você for de Ubatuba, deixe sua sugestão de indicações para o próximo post 🙂

 

Deixe seus peitos livres!

Já contei aqui no blog sobre a minha saga de sempre para encontrar sutiãs que sirvam em mim. Os anos passam, e a situação só piora.

É o seguinte: eu não sou gorda, nem magra. Peso cerca de 67kg distribuídos nos meus 1,65, mas acredite: boa parte desse peso é concentrado nos meus peitos. Não tenho pernão, não tenho quadrilzão, não tenho bundão. Só… peitos. Então, conseguir modelos que se adaptem ao meu tipo de corpo é sempre um pesadelo.

Pra começo de conversa, as lojas das quais eu tenho possibilidades de comprar (Marisa, Riachuelo) não oferecem modelos específicos para as mais variadas formas que nós mulheres, possuímos.

Por exemplo: você pode ter costas largas e seios pequenos. Mas muitas das vezes, pode precisar de um extensor, que vai resolver o problema de largura, mas alterar o modelo do sutiã. É uma gambiarra que resolve em partes. No meu caso, tenho costas não muito largas, mas visto 48/50 (depende da “marca” – e isso é um outro problema) e o que acontece é que o sutiã fica largo: serve nos seios mas fica subindo pois mesmo o ganchinho no mínimo, ainda fica largo demais.

 

tirinha-sutia-mulher-vitrola

 

Mas e aí Vitrola, o que a gente faz? Simples, mas nem tanto: abolir sempre que possível o dito cujo.

Confesso que para mim, tem sido um desafio e tanto. A gente tá totalmente acostumada com a ideia que, peito bonito é peito erguido, redondinho, e, pra fechar com “chave de ouro”: nada de bico. Afinal, que absurdo peito ter bico “aparente”, né? Fora o fato que, mesmo quando você só quer ir até a sorveteria, descabelada e confortável num dia de calor, ir sem sutiã é a prova que você está mesmo disposta a sensualizar. Ê, que bode…

 

aiceus-3
hiperssexualização? imagina!…

 

Mas faz aí, mentalmente mesmo, uma listinha de quantas amigas suas tem peitos erguidíssimos sem nenhuma intervenção cirúrgica,  que já tenha passado dos 25 anos (e óbvio, sem estar utilizando um sutiã com bojo). Hummm… acho que não são muitas, não é mesmo? Não são pelo fato de sua amigas não serem perfeitas: elas simplesmente tem um corpo normal, e cada corpo tem suas próprias características. E a gente ter vergonha disso, soa tão estranho, não é mesmo?

Sem radicalismos, pois afinal de contas, são praticamente mais de 15 anos levada a acreditar que meus peitos tem que ficar escondidinhos com quem está muito incomodado com eles (!!!) e parecer uma bola de futebol redondamente perfeita, eu criei adaptações das quais eu me sinto mais confortável. E eu nem sei explicar pra vocês o quanto eu tenho me sentido livre e confortável… caramba!

 

Dica 1: Invista em roupas que dispense o uso de sutiã

Compre peças já pensando na possibilidade de usá-las sem sutiã. Comecei a investir em blusinhas com babadinhos sobrepostos, blusinhas confortáveis de lycra, etc.  Um exemplo é esse vestido que comprei um tempo atrás. Ele é de um tecido super levinho, ótimo para usar no calor, e consigo usar ele sem sutiã numa boa por ele ter esse tecidinho na parte de cima 🙂

 

SAMSUNG CAMERA PICTURES
tá vendo meu peito ali? :B

 

Dica 2: Use tops confortáveis

Ao invés de utilizar o tal sutiã cheio de espumas e aros, investir em tops confortáveis. Essa foi dica de uma amiga e eu adorei. Ainda estou à procura do meu, mas já vi para vender em várias lojas online e em diversos tamanhos (inclusive 48/50). Tipo esse aqui:

 

32999_sutia-basico-extra-sustentacao-50146-plie-p32999_z6_635836065375338000

 

 

Dica 3:  Troque seu biquíni!

Obviamente, biquínis também se tornam um dilema. Mas num impulso do destino, outro dia comprei um biquini, desses modelos tradicionais mesmo, sem bojo nem nada, tipo “cortininha”. Por pura ilusão, eu achava que meu seios ficavam bem menores e mais “disfarçados” com biquínis de bojo, e não é bem assim. E o melhor: encontrando do tamanho exato para você, eles vão custar bem menos que um biquini com bojo. Comprei um pretinho que me custou a fortuna de 19,90…

 

Um exemplo (esse é da Demillus, mas vou ter que tentar trocar por um tamanho 50).

 

SAMSUNG CAMERA PICTURES
🙂

 

Edit// Dica 4: Help nos dias mais quentes!

Lembrei de uma produto maravilhoso e resolvi acrescentar aqui. Algumas amigas já perguntaram #comofaz para quem tem seios grandes no dias mais quentes. Como toda dobrinha que possui um pouco mais de atrito e mais suor, pode causar alguns desconfortos, né? Minha dica é esse talco cremoso da Granado. Eu uso ele até como desodorante (axilas), e gente: maior salvação por um preço bacana! Para mim funcionou suuuuuper bem, ele não fica brigando com o perfume como alguns desodorantes ficam, o cheirinho é bem suave.

 

SAMSUNG CAMERA PICTURES

 

E finalmente, a ultima dica valiosa, é… faça o que te faz sentir bem com você mesma. Esse post é apenas uma troca de sugestões com experiências minhas, mas você pode e deve ser feliz como você achar melhor. Mas se quiser mais inspiração, indico muito que assista a esse vídeo:

 

 

 

Agradecimento especial à amiga Paula Grangeiro pela inspiração do post de hoje por causa DESTE VÍDEO.