Categoria: Para a casa

Cenário novo + Papel de Parede!

Sabe aquele item de decoração que você sempre quis arriscar colocar na sua casa mas sempre teve um certo medinho? É o meu caso com papel de parede.

Sempre quis colocar em casa, mas tinha aquelas dúvidas básicas: onde colocar? dá trabalho? e se eu enjoar?

Outro dia uma loja de papel de parede e afins, a Qcola, entrou em contato comigo para que me enviassem um produto da loja deles e pensei: é agora ou nunca! haha!

Pedi sugestão no Facebook pois fiquei em dúvida entre alguns (são muitas opções lindas!) mas tivemos um vencedor o/

Não tem passo a passo da aplicação, mas ó: não é a coisa mais fácil do mundo, mas também não é a mais difícil. Numa parede lisinha, fica beeeem mais fácil (não é o caso da minha, casa véia, sabe como é…). Mas o resultado mesmo assim ficou MUITO MUITO legal e vocês podem ver nas fotos (nada glamourosas, mas o papel de parede fala por si, né?)

Não coloquei sozinha, tem que ter um pessoa pra ajudar de preferência. O Erik foi meu ajudante e quase perdeu os cabelos também, mas no fim deu tudo certo!

Achei interessante como o papel de parede tem uma textura diferente. Sempre achei que fosse igual um contact, mas não é, apesar de ser adesivo. Depois de colado na parede, ele fica parecendo que você pintou a parede, sabe? Não parece um papel colado.

 

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Os quadrinhos são da minha loja BichAmo e também da minha lojinha de ilustras lá no Facebook 🙂

Ah! e tem vídeo pra quem é de vídeo!

 

Como eu penduro quadros na parede

Quem nunca levou aquela marteladinha básica no dedo? Parece cena de filme comédia pastelão, mas né… acontece.

 

E mais: tem coisa mais irritante que parede que parece ser imune à pregos? Argh! O prego entorta, o martelo entorta e até você entorta, mas a parede tá lá… com algumas lasquinhas de tinta a menos, mas como se nada tivesse acontecido, rindo da nossa cara.

 

E claro, tem a furadeira… que eu ainda não sei usar, mas que acho meio exagero furar a parede só pra pendurar um quadrinho 10x15cm… tô doida?

 

E aí, eu descobri as fitinhas mágicas! Gente, minha vida mudou depois disso, sério! Adeus stress! No começo, fiz besteira. Colocava só um pedacinho (são caras né, juntei muitas moedas para comprar e queria economizar…), e aí óbvio, o treco colocado caía, e pior, com visita em casa… ai que vergonha! hahaha! 

 

Depois de passar muito ódio e quase desistir, peguei o jeito com a relação tamanho x peso, passei a colocar as fitas na posição certinha e quantidade certinha (sem mesquinharia…). 

 

Vou mostrar pra vocês as que tenho aqui, e o que eu acho de cada uma delas. Algumas eu comprei, outras ganhei da 3M.

 

Rolo adesivo dupla face

É a que eu mais uso. Ela não é muito barata, mas considerando que não uso todos os dias, dura bastante. Essa eu já comprei tem uns 2 anos, e já usei muito, e ainda tem um bocado. Se souber usar certinho, fixa muito bem.

Ponto negativo: tem que colocar a quantidade certa, de acordo com o peso da peça senão VAI CAIR, então uso só nas moldurinhas mais leves e que não tem vidro, ou peça que, se caírem, não quebrarão. A parede não pode ser muito áspera, senão não gruda. E última coisa negativa e mais irritante: depois que cola na parede, bem ruim de tirar. O quadro sai, mas pedaços da fita fica às vezes e até hoje não encontrei an internet nenhuma solução melhor para remover… pra tirar, só com espátula, lixar e pintar de novo a área.

 

 

Velcro adesivo

Recebi esse ano da 3M, não conhecia e AMEI! São duas partes, uma vai na parede e outra fica na peça. E funciona tipo um velcro mesmo, muito legal! Pendurei uns quadrinhos pesadinhos, com vidro e tudo, e nunca caíram. Tem só 2 velcros, um de cada lado, na vertical.

Ponto negativo: apesar de parecer que você pode ficar trocando as molduras de lugar só por ser velcro, não é bem assim não, já que se você puxa, o que está na parede vem junto.

 

 

Ganchinhos 

São bem práticos, com muitas funcionalidades e eles saem da parede com facilidade quando necessário, não deixa marcas. Só puxar a pontinha do adesivo para baixo, assim como indicado na embalagem e fim! Sai tudo perfeitamente, sem sacrifício, bem diferente da fita dupla face que gruda tudo na parede.

Ponto negativo: Não agentam muito peso, só para coisas mais leves mesmo. Aqui em casa, uso para pendurar colares, cintos… mais peso que isso, ele descola.

 

 

Suporte de metal para quadros

 O único que ganhei e ainda NÃO testei. Mas visualmente, achei bem bonitos. Vou testar e atualizo esse post aqui futuramente, tá?

Ponto negativo: na verdade não é negativo, já que ainda não usei, é só uma dúvida: será que não oxida baseando que Ubatuba é úmido e tudo mofa ou oxida? Veremos…

 

 

E claro, minhas paredinhas utilizando as opções que mencionei:

Paredinha ainda em montagem, futuro espaço para gravar vídeos… as molduras (sem vidro) são 15×20 e 20×25, todas com o rolo dupla face.

 

Essas são de vidro, um pouco pesadinhas, usei o velcro adesivo (um de cada lado, total de 2). Nunca caíram.

 

O parto de gatinho, o panô, o quadro de "Lar é onde meu gatinho está" – que é de vidro –  e o quadro do Gabinete do Dr. Caligari não estão com fita, só o restante (telas e quadrinhos).

 

É isso! Espero que ajude nas dúvidas pra quem quer pendurar quadrinhos, mas não quer furar a parede. Os adesivos tem muitos modelos disponíveis e é uma boa opção!

 

Agradecimento à Command por alguns dos produtos enviados mencionados neste post, tem sido de grande utilidade! 

ps: não é um publieditorial, muitos me perguntam como eu penduro meus quadrinhos e achei que faltava um post aqui explicando melhor sobre o assunto 🙂

 

 

Antes e depois: móvel reformado com Restauro True Colors

Já fazia tempo que eu queria dar #aloka e pintar vários móveis aqui em casa. Acabou que, em sintonia, vi um post no blog da Margaret sobre umas tintas que ela estava vendendo na loja dela e resolvi colocar a mão na massa de vez. Escolhi 4 cores e então, aviso desde já: se preparem para muitos posts sobre as pinturas aqui em casa, hehe.

 

A primeira "vítima" foi um criado mudo que pasmem, não paguei nada por ele. Consegui ele através de uma troca num grupo de trocas que tem aqui na minha cidade. Então o investimento foi só pra dar uma carinha nova 🙂 Belezinha, né?

 

O puxador de pitanga eu comprei no Ebay, há muito tempo, nesse vendedor AQUI. O tecidinho que forrei a gaveta, era da minha avó ♥

 

Eu tentei fazer um vídeo (pra quem gosta de vídeo), mas tem fotos, pra quem gosta de fotos 🙂

 

 

Selo Izzy de aprovação 🙂

 

acho que me apaixonei ♥