Categoria: Ubatuba

Impressões de uma “carioca” em Ubatuba

1. Sentir uma marolinha de vez em sempre é normal, principalmente na orla.

 

Ciclovia do centro

puxa, prende, passa…

 

2. Ficar de bobeira na pista de skate à noitinha é um dos rolês mais comuns da galera daqui de Ubatuba. É tudo junto e  misturado: jovens, criançada, homens e mulheres…

 

3. Embora muita gente ache que carros que param pra você atravessar quando você estiver na faixa seja coisa apenas de países de 1º mundo, boa parte dos motoristas aqui fazem isso. Mas não aposte isso na temporada.

 

4. Falando em épocas de temporada, elas são ótimas… quando você não mora aqui. Quando você mora tudo que você mais deseja é que todos os turistas caíam num buraco de minhoca no espaço e libertem a cidade para que você possa voltar à sua vidinha normal e tranquila.

 

UBATUBA-RUA-GUARANI

trânsito da badalada rua Guarani ganha ritmo de tartaruga na temporada

 

5. As pessoas tem mania de marcar encontros… em casa. Não é no shopping, não é na avenida, não é na padaria. Sou uma pessoa muito caseira, mas tem hora que acho tão esquisito, haha. 

 

6. Só existem 4 mercados “grandes” aqui (mas nenhum popular): dois são caros demais, um é sujo demais e outro é vazio demais. Sério, as prateleiras chegam fazer eco. Por isso dou até risada quando alguém me pergunta “não tem Extra aí? Carrefour?” hahaha! Lojas Americanas por exemplo, abriu aqui só recentemente.

 

7. Você não leva 10 minutos pra dar um rolê no centro (calçadão) inteiro da cidade. Minúsculo, porém muito gostosinho para passar uma tarde tranquila sem tumulto.

 

calcadao-ubatuba

foto: blog Ubatuba Víbora

 

8. A feira hippie é chamada assim pela maioria porque um dia de fato vendia muita coisa artesanal. Hoje em dia a maior parte são de artigos made in China.
(os que ficam com produtos expostos no chão ali perto da Sucolândia são bem alternativos e vendem acessórios artesanais lindos, vai fundo)

 

9. Você vai ver muitos vendedores de “grilo” (não, não são grilos mutantes, são grilos feitos de folhas de palmeira ou algo assim)

 

vendedor-grilo

foto: ChicoAbelha

 

10. Muitas lojas aqui fecham na mesma velocidade que abrem. Se algo legal abrir, tem que torcer muito pro dono manjar de sobrevivência pós-temporada… o que acontece poucas vezes.

 

11. Como o ambiente da cidade é “vida saudável”, tem uma quantidade considerável de lojas que vendem produtos naturais, feira orgânica (até com delivery, inclusive), restaurantes e até uma padaria.

 

integrale-padaria

Padaria Integrale: um dos meus lugares favoritos em Ubatuba e onde sempre costumo levar os amigos que me visitam

 

12. Uma das maiores polêmicas que presenciei da cidade foi quando rolou uma briga se um parquinho permaneceria ou não na praça de eventos.

 

13. É engraçado quando pessoas de outra cidade vêem você mexendo no celular na rua e perguntam se você não tem medo de ser assaltado, hehe

 

14. Aliás, você não precisa se preocupar tanto com seu celular ser roubado, e sim a sua bicicleta. Minha sobrinha já perdeu duas “bikes”, e conheço gente que teve a bicicleta furtada de dentro do quintal! Não é para menos: se tem uma coisa que tem nessa cidade é bicicleta. Diz a lenda que tem mais bicicleta que moradores na cidade…

 

DSC_0760

 

15. Se você fica 2 meses sem usar um sapato/bolsa, pode apostar que vai estar mofado tamanha umidade, haha! Tenho medo às vezes de ficar parada um tempo e começar a mofar…

 

Toda cidade tem seus defeitos, mas encho a boca pra falar que Ubatuba tem mais qualidade que tudo! Eu amo tanto morar aqui que confesso que tenho dificuldades de me imaginar morando em outro lugar. Ubatuba me acolheu, e isso não tem como não fazer com que o coração bata mais forte ♥

 

II Encontro de Blogueiros de Ubatuba

E quase mais um ano se passou desde o primeiro Encontro de Blogueiros de Ubatuba. Desta vez, trocamos o piquenique frente à  praia (até porque a previsão do tempo não era lá das melhores), para uma tarde numa doceria/café que, eu até poderia divulgar aqui e falar horrores bem, mas não vou por motivos de: os blogueiros sabem, hehe.

 

Foi mais uma tarde de muitas conversas, novas amizades e risadas. Dias assim dá vontade que durem eternamente! Obrigada a todos que participaram. Sem dúvidas, prevejo muitos outros encontros como esse. E torcemos para que o intervalo de tempo entre os encontros se encurte, não é?

 

E se na sua cidade não há encontros assim, não desanime: crie um grupo, convide algumas pessoas, procure por blogueiros no seu bairro. Quando cheguei aqui em Ubatuba jurava que não existiam outros blogueiros além de mim e olha só o tamanhão do nosso atual grupo! O importante é não perder a oportunidade de fazer novas amizades com coisas em comum de onde você menos espera 🙂 Vale muito a pena e rendem tardes gostosas como essa que tivemos 🙂

 

As participantes: KarolinaSusyAnaVahBiaFlah, Camila, Gabi e Eu! o/

 

encontro_data

 

 

 

10000_529568663746875_268671091_n

Da esquerda para a direita: Karolina, Susy, Ana, Vah, Eu, Bia, Flah e abaixadinha: Camila, hehe.

295683_10201120233425954_308633063_n

#TODASPULA

578335_10201120226785788_17363751_n

 Ana, Flah e Suzy

gabi

A mamãe da pequena Isa, Gabi, que fiquei super feliz de ter ido!

942101_10201120231665910_1241052192_n

 

 

942445_10201120226825789_2009400186_n

Altos papos e docinhos

946692_10201120225185748_1474722565_n

Bia, que conheci no dia do encontro, e Camila

970722_10201120229665860_2102556299_n

 

 

970777_10201120235065995_1517882461_n

Muitos tons de vermelho, haha!

 

983831_10201120234705986_101798944_n

E finalmente… a foto do pulo deu até certo! hehe

As fotos foram tiradas pela Ana e pela Flávia 🙂

 

 

Restaurante charmosinho em Ubatuba

Ainda caio de amores por estabelecimentos que parecem se preocupar com todos os sentidos dos clientes: um lugar simples e bonito, uma comidinha com simplicidade de casa, limpo e sem música alta. Não resisto a bom atendimento, sorriso no rosto, e saio mesmo satisfeita e querendo contar para todos que conheço.
 

Essas fotos que tirei (de celular, me perdoem), um restaurante daqui de Ubatuba, recém aberto e que já conquistou meu coração antes mesmo de visitá-lo. Não sei se dá para perceber, mas tem uma janela ali pintada e decorada com quadrinhos de anúncios retrô. As prateleiras, uma madeira que lembrou bem os famosos caixotes de feira. Por último e não menos charmoso, um banquinho pintado e com decopage de tecido coloridaço.
 

É de gamar 🙂
 

 

O restaurante, que embora tenha um nome que não faz jus à delicadeza da decoração e suas atendentes (Esquenta!), fica na Av. Prof. Tomaz Galhardo e vale a visita. Eles entregam, mas é difícil agora resistir de comer em mesinhas de madeira com jogos americanos fofos de corujinhas e galinhas cheias de poás, rs.