exigências.

Na fila do sorvete, chega uma menininha, moradora de rua, e pede:

-Moça, paga um sorvete?
– Huumm, pago sim. Qual sabor de casquinha você quer?
– Casquinha? Não moça, aquele ali (aponta pro mais caro-olho-da-cara-que-nem-você-compra)
– Mas pra esse… pra esse eu não tenho… te dou a casquinha… pode ser?

Prontamente, ela ignora e parte para outra pessoa: “Moço, paga um sorvete? Não moço, casquinha não, quero aquele ali…”
Ela não conseguiu de ninguém, pelo menos o tempo que fiquei ali. Preferiu ficar sem a casquinha.

Mais CRIATIVIDADE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um pensamento em “exigências.”