Melancia de Chatonildes

 

melan

 

 

Ontem eu conversava com uma pessoa e contava como tem coisas que eu queria deletar da minha mente, sabe?

Coisas que ouvi, que vivi. Ih, monticoisa. De trinta e um anos, deve dar uns 15 anos – ou mais – bem molezinha só de Lacuna Inc.

 

Mas o passado não volta. A gente pega essa “melancia” de chatonildes que aconteceram e, sei lá… sai carregando ela por aí. Cada pessoa dá um nome: uns até chamam de “experiências” (eunhem)

Eu sei lá o que fazer com algumas delas. Cheguei naquela época que… não sei, não sei MESMO. Parto em pedacinhos pra ficar mais fácil a deglutição?

 

Pensei forte aqui pra mim que eu não quero contribuir pra melancia chatonildes de ninguém (nada contra melancias gente, amo).

Mas não quero ser a palavra que fere, que rebaixa, que desestimula. Será que a gente dá muito melancia de chatonildes naquelas sem querer querendo? Caraca.

 

Tô dizendo isso com uma certa sensação de medinho e insegurança de me perguntar “quantas vezes será que dei uma melancia de chatonildes?” (somos humanóides, né? acontece)

Quero fazer parte do time que ergue. Que respeita, que não dá palpite grosseiro disfarçado de “não é por nada não mas…”.

Quero me preocupar cada vez menos com as decisões dos outros que não me atingem em nada, nem me desrespeitam – e sonho que façam o mesmo comigo.

 

De cor de melancia, só o batom.

De opiniões, de preferência se for pra ajudar, esclarecer, compartilhar, adicionar.

Será que a gente consegue? Em tempo: deu vontade de comer uma BIG MELANCIA (das saborosas!)

  • Stephanie Ferreira

    "Quero me preocupar cada vez menos com as decisões dos outros que não me atingem em nada, nem me desrespeitam – e sonho que façam o mesmo comigo." Vai ser a frase da minha vida, apenas <3

  • Helena Arruda

    De verdade, eu sempre acho que as pessoas estão sendo "inocentes" e não estão fazendo por mal. E no fundo, no fundo, não levo muito em consideração as opiniões alheias, de modo que o que os outros falam/pensam/fazem não me incomoda quase nunca. Pego as melancias e as como todas depois do almoço hihihi! Quanto a ser eu o motivo das melancias... acho que nunca prestei atenção nisso! Acredito que não incomodo muito, mas não custa dar uma policiada, não é? Beijinhos e até!

  • Grazy Bernardino

    Tem gente que é tipo melancia no sol: tá pronto pra fazer mal pra alguém. Mas às vezes, sem querer, a gente solta uma "real". Eu tenho me policiado pra ficar quietinha e não sabotar ninguém, hahahaha. Té mais Rê.

  • FERNANDA LUCENA

    Oi RÊ às vezes, muitas vezes temos vontade msm de apagar/escantear ou seja lá o nome que se dá pra tentar se livrar de certas coisas...mas infelizmente n dá né?! O jeito é seguir em frente e tentar ser o melhor possível... Adorei o post, ontem comi muiiiita melancia, meu gorducho adora, depois da banana o Arthur ama a melancia! Bjooos

  • Chell

    Eu entendo, sempre me preocupo em não ser a estraga prazeres, mas a gente é humano, como vc mesmo disse. O segredo acho que é pensar antes de falar, e eu to treinando muito isso rsss

  • Alef Bass

    Não sei que nome posso dar para essas coisas, mas no meu caso, de certa forma agradeço por terem acontecido enquanto eu era mais novo (mais? só tenho 22). Acho que vou chamar de puxão de orelha da vida, as vezes não basta só o da mãe.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *