Meu primeiro sutiã sob encomenda

Este post possui duas versões para você escolher qual achar mais interessante e confortável : áudio e leitura.

Basta dar play abaixo e escutar uma narração do post na íntegra, com a minha voz 🙂

Se gostar, deixe sua opinião nos comentários ou nas redes!

Já contei um montão de vezes aqui no blog (e dramatizei sobre com bastante, digamos, ênfase) a dificuldade que tenho para encontrar lingeries que me agradem e me sirvam, PRINCIPALMENTE sutiãs.

Eu sei, eu sei. Existe uma loja que vende sutiãs lindos, incríveis, aquelas que muita gente conhece e tem em shoppings dos quais ou eu nunca fui, ou fui uma vez em uma cidade distante da minha. Eles são lindos, porém, também custam um preço que fica um pouco, digamos, fora do meu orçamento… entendem?

Aí entra as gambiarras, né? Às vezes até procuro comprar roupas que dispensam o uso do mesmo, mas, acho que não preciso prolongar o quanto é uma árdua tarefa, né? Tipo encontrar agulha no palheiro, na real. Tem um post que já contei sobre isso, você poder clicar aqui e ler.

Enfim… acabou que eu conheci a Roxy no grupo Compre de Quem Faz (não lembro em qual deles, mas é um grupo do Facebook) e a Roxy tem uma loja de lingeries feitas por ela chamada Salerosa. A Salerosa – e a Roxy – faz lingeries sob encomenda. Tipo, você tira as medidas e passa pra ela fazer. Seu tamanho, suas medidas. Desse jeitinho. Lindo isso, né? “Mas Re eu sou plus size”. Repito: sob medida gente. Tenderam? É isso mesmo!

Aí, alguns dias depois chegou aqui em casa. A caixinha, um saquinho, um cartãozinho, duas lingeries. Sutiã e também uma caleçon. Coloquei o sutiã, e… ai gente. Eu me senti abraçada. Eu vesti um sutiã que SERVIU em mim. Serviu. Um modelo que eu SEMPRE QUIS, mas em todas as lojas que eu ia, só tinha até a numeração 46, agora eu tenho um. Tô feliz e não é pouco.

Ah, sobre a caleçon: é uma calcinha de renda com laterais mais largas. Vou botar a foto no post. Esses dias descobri que é a calcinha ideal pra ajudar a modelar nosso corpo, deixar nossa cintura sem marcas, vocês sabiam?

Vocês devem ter achado que tudo isso custou uma fortuna, né… mas nada disso. Vocês não iriam acreditar… é o sutiã mais lindo pelo menor preço que já paguei até hoje. Apenas! Já até me pararam em loja pra me perguntar onde eu comprei ou seja: só pra vocês terem ideia de como o bicho é bonito. Meu modelo é o da foto abaixo, e a foto de baixo é como fica com blusinha por baixo (na foto sou eu).

Enfim: amei e indico, pois dica boa a gente joga pro mundo. Só agradecimentos à Roxy por essa realização ♥ Tô mega feliz, espero que quem está a procura de algo assim também fique 🙂

 

strappy sutião bojo rosa salerosa

strappy sutião bojo preto salerosa
eu usando meu strappy sob medida ♥

caleçonisso é um caleçon

salerosa

Compre de quem faz ♥

  • Sabrine

    No meu caso o problema são as costas, q são estreitas... Sofro muito pra achar, cheguei a sair do shopping Ibirapuera chorando por ir nas 5 lojas de lá e não achar....

  • Neli Carpinter

    Oi Rê! Amei! Tenho dificuldade de comprar calcinha que não marque, por causa do meu quadril que é muuito largo. Biquini então, que horror! Nunca acho. Bom saber da Roxy. Obrigada por compartilhar conosco. Bjuuus

  • Adorei e digo mais: personalização é tendência de mercado! Conheçam meu trabalho de fotografia em http://deborahmenezes.com

  • Grazy Bernardino

    Amei a dica Rê! Uso "suti" tamanho 50, mas nem todos ficam bons. Uns ficam escapando tetinha perto do sovaco sabe? Não abraça! Acho que vou arriscar! Beijão!

  • Jessica Mendes Macan Francisco

    Que lindo, realmente é muito legal essa ideia de lingerie sob medida, hehe blogmylittlecandy.blogspot.com.br

  • Susana

    Amei o blog e amei a sua ideia de narrar o post. Estou trabalhando com fones de ouvido e posso te "ler" enquanto faço outras coisas. Achei o máximo

  • Leonardo

    Key, quando fiz curso de modelagem no SENAI, a gente aprendeu a fazer lingerie também. Durante a aula, a professora (que tem bastante busto também) falou que um dos únicos sutiãs que melhor acomoda o seio e, mais importante, tem sustentação, foi feito por uma aluna dela. Eu sou magrinho, e pra mim é difícil achar roupa em geral, eu imagino pra vocês que, além de calças/blusinhas, precisam de um sutiã que encaixe perfeitamente no busto. Infelizmente, não temos como ter um padrão de medidas para roupas, o jeito é realmente achar lojas assim que se preocupam em fazer de acordo com cada cliente.

  • Bel

    Nunca pensei em fazer uma lingerie sob medida mas achei o sutiã que você está usando na foto diferente e bonito. bj http://belsantanna.com/

  • Carol Garcia

    Oi Rê, Fazia tempo que não vinha no seu blog. Estou aproveitando e lendo tudo o que perdi ''/ Achei super interessante essa ideia de uma lingerie sobre medida. Sou super a favor de comprar de quem faz... A pessoa fica feliz e você ajuda diretamente o produtor da peça...! Falando em peças: quanta lindeza!!!! Ficou lindo. Penso em comprar um Strapyy pra mi também, quem saiba seu post nao tenha sido o empurrão que faltava ;) Beijos

  • Erika Gevarauskas

    Nossa, eu amei. Eu também tenho dificuldades de encontrar sutiãs. Muito boa sua dica. Beijos.

  • Camila Faria

    Demais essa indicação Re. Feito sob medida e ainda artesanalmente. É amor demais.

  • Carol Pinheiro

    Re, adorei essa dica. Eu tenho sérios problemas com sutiãs também, eu gosto de me sentir confortável com eles, mas tem uns que normalmente ficam bons (tenho as costas larga e nem tanto seio) mas que eu não me sinto confortável. Acredito que um sob medida seja ideal para o meu problema também.

  • KARINE

    eita que tô indo djá na lojinha olhar os preços! eu sou completamente apaixonada por calcinhas desse modelo (tenho muitas, mas ultimamente tá dificeeel achar em lojas algumas com rendas boas, sabe? tão tudo meio fuen) / e achar sutiã pra mim é TENSO.

  • Hélida

    Eu tenho o seu problema, mas ao contrário. Os sutiãs disponíveis no mercado sempre ficam grande. hehe. Ótima dica!

  • BRUNA MORALES

    Nossa, amei a dicaaaa!

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *