Tá tudo uma zona!

“Estou de mudança” é uma frase duradoura, visto que mudança é uma coisa quase que eterna.
Acho que nunca me mudei tão rápido, coisa de “achei outra casa”, “assina a papelada” e “ vem moço, é por aqui, cuidado com isso!”, em sei lá… uma semana? Juro que não sou fugitiva, apesar de ser loira na identidade, viu?

A correria foi toda em volta de vender alguns móveis que não precisaríamos mais, e encontrar “os caras” que fazem mudança. Lembrando aqui, minha sogra que não gosta de ser chamada de sogra e eu, deslocando a máquina de lavar, devagar e com dificuldade, enquanto o carregador, um negão (pode falar negão né? me chamar de racista por causa disso, pô), que equivalia a nós duas juntas mais alguns órgãos e membros, levantou a máquina como se fosse um potinho de margarina (sem tampa e vazio). Ahhn…

Bem, ainda estou perdida em caixas de… enfim, não se de quê são, elas estão ali e pra quê abrir, se nem sei aonde colocar o que quer seja que estiver ali dentro…
Ah, e a pergunta que está proibida aqui é: “Cadê…”, sob risco de receber um belo e seco “Ah, tem certeza que quer saber, MESMO?” já que nem os ícones da minha área de trabalho não sei se continuam no mesmo lugar.

Aqui está tudo azul pantonemente falando – detalhe que conto com mais detalhes em outro post –  as meninas (gatinhas, mascotes) estão adorando o fato de ter mais espaço e uma escada dentro de casa pra correr o dia inteiro, posso ir caminhando até o centro,  tenho vizinhos legais, e também vizinhos musicais que ouvem funk às 2h da madrugada, e tenho mil caixas de papelão para abrir/guardar/queimar que me rendem bons pesadelos de madrugada. Estou roubando pegando emprestado o sinal de internet do vizinho, porque  a minha só a Telefônica sabe…

ps: o título do post é porque meus pais não deixavam nunca eu usar essa expressão… para eles, “zona” é só aonde tem puta. Ô mãe! Vem visitar minha zona!

mudanca

Mais CRIATIVIDADE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 pensamentos em “Tá tudo uma zona!”