Tag: desabafo

Letreiro pra testa

Letreiro pra testa

Tem dia que a gente não tá bem.   Eu não sou da turma do mau-humor matinal, não combina comigo apesar de 90% das minhas roupas serem pretas/cinzas: eu não sei praticar.   Mas tem dia que né… não funciona. E o ser (nós, humaníficos), […]

Mais amor, menos ultrapassagem

Mais amor, menos ultrapassagem

Em breve, completará um ano que eu tenho minha carteira de motorista.   Salvo algumas vezes que dirigi e tá-tudo-certo-ninguém-morreu, dirigir é uma das coisas mais frustrantes da minha vida. Admitir que você é RUIM em algo por tanto tempo: dói, amiguinhos.     Pra começo, […]

A busca desenfreada do sucesso (e porque eu não vou mais a eventos blogueiros)

A busca desenfreada do sucesso (e porque eu não vou mais a eventos blogueiros)

Desde que vim morar em Ubatuba, minha frequência em comparecimento de eventos e encontros dito "blogueiros" caiu totalmente. Tudo isso inclui vários motivos: distância, gastos, dias em que são realizados os eventos. Mas o maior de todos, sem sombra de dúvida, é falta de identificação.

 

Já me desloquei de Ubatuba pra SP algumas vezes. Mas para eventos blogueiros? Nunca mais eu ameacei minha coragem, amiguinhos.

 

Primeiro: a maior parte dos eventos blogueiros eu NÃO me identifico mais e NÃO me representam. Fico feliz, de verdade, pelo merecido sucesso de algumas amigas blogueiras, mas também tenho outros amigos blogueiros com muito a dizer e que raramente ganham espaço para tal. Quando rola alguma palestra interessante, é sempre em evento x (às vezes até eventos com outro foco), divulgado porcamente e que você só toma conhecimento quando… acabou. Duas semanas depois. E fica sabendo que foi num dia de semana.

 

Não tenho aqui um infográfico, mas certamente e até onde sei, o mundo blogueiro não é feito só de blogs que visam "estética", e embora eu saiba que geram uma receita incomparável, não são detentores da sabedoria de como levar um blog adiante e não morrer na praia (o que já se encaixa em outro ponto que gostaria de debater também). Então, você, organizador de eventos blogueiros: olhe ao redor, saia dessa bolha. Levantar novas questões, sob diferentes ângulos, não deve ser visualizado como um risco, e sim uma necessidade. Qual é o seu medo?

 

Os assuntos das palestras beiram à repetição enfadonha: como faturar com o blog, como ganhar dinheiro com o blog, como bombar nas redes sociais, e de novo… como ficar rico com o blog, claro. Sério, VIREM O DISCO. Sucesso é ÓTIMO, ganhar muito dinheiro também (embora eu tenha lá minhas questões), mas o que vejo é só uma massa grudenta sendo jogada no solo fértil dxs mentes dxs blogueirxs iniciantes. Muito mais cruel que as propagandas que prometiam felicidade plena se você tivesse um kit de facas… mas que pelo menos vinham com um tutorial de como usá-las ao adquiri-las.

 

bitch-please-eyeroll-Lucy-Liu-oh-brother-oh-please-GIF

 

Fora a necessidade de SEMPRE haver ligação com "venha e ganhe". Uma tarde inteira e uma sacola cheia de itens recebidos valendo, motivando e causando muito mais frisson que uma troca de informações pra levar pra vida, daquelas que só uma boa conversa, uma boa troca, pode te render. Sair cheio de ideias, motivado, e com a magnífica sensação de ter aprendido algo novo… que brinde numa sacola pode ser melhor que isso, me digam? Veja bem, não digo que ir a um evento onde o objetivo é apenas recolher brindes é crime, mas me parece tão… vago? 

 

Espero que eventos que buscam, ainda que com certa resistência, propagar discussões que nos façam pensar um cadinho fora da caixa (tive que usar essa expressão tosquíssima, desculpaê), ganhem destaque e cresçam como merecido. Afinal, blog não é feito só de sucesso, é feito de GENTE. Sucesso não faz amizade, sucesso não responde os comentários, sucesso não sabe interagir com os leitores. A fórmula é UM TODO. Entendem o que eu digo? 

 

Enquanto isso, sigo torcendo para que algo mais democrático se faça mais presente (ou pelo menos, o que resta não seja jogado num poço). E que nossa sacola se encha de opinião, bons encontros e conversas produtivas das mais variadas. Ou será que sou sonhadora demais?

 

 

Sala de espera

Sala de espera

Quem gosta de esperar?   Eu tenho pavor de esperar. Por isso odeio filas, odeio viagens. Tenho uma péssima mania do "aqui e agora", que pra ser sincera eu nunca vou dizer que é um defeito meu se me perguntarem, pois não é algo que […]

Não, eu não dou conta

Não, eu não dou conta

Já foi elogio ser chamada de super-mãe. Super-heroína. Super-mulher. Ser super em algo que eu nem sabia, em pura auto-crítica, desempenhar tão bem assim.   Mas a grande verdade, amigos e futuros decepcionados é: não, eu não dou conta.    Ser "super" te frustra. É um […]