5 mulheres de UBATUBA para acompanhar

São mais de sete anos morando em Ubatuba e a possibilidade de conhecer muitas pessoas interessantes. Este não é um post pagação de pau nem nada do tipo. Adoro descobrir pessoas e coisas legais, e fico naquela que todos deveriam conhecer também. É dica das boas! Simples.

Não poderia deixar de dizer o quanto Ubatuba tem, nos últimos tempos, criado uma presença feminina forte, com artistas, empresárias e coletivos – e daí também resultando da necessidade desse post. Espero que, daqui a um ano ou menos, eu possa fazer este post novamente, com uma nova lista de novos achados da cidade. Então, bora conhecer essa mulherada litorânea cheia de coisa pra falar/mostrar?

 

Quem: Sá Ollebar

Onde: no blog e canal Preta Pariu

Motivo: Conheci a Sá por causa do Voz de Mulher (programa feminista aqui de Ubatuba do qual participei) e me encantei. Tenho certeza que ela ainda vai aparecer muito, pelo menos torço por isso. Suas postagens e vídeos abordam assuntos importantes com muita consciência. Além de tudo, ela tem ótimas dicas de make e cabelos coloridos.

 

 

Quem: Maria Capai

Onde: no canal Diga Maria

Motivo: Culinária sofisticada e criativa. Pra babar e fazer, ou pelo menos se inspirar. Os vídeos são bem simpatia e dá vontade de pular pra dentro deles (e comer tudo, óbvio). Já tivemos oportunidade de nos encontrarmos pra batermos papo e ela é uma pessoa queridíssima!

 

 

Quem: Ellen Caliseo

Onde: no blog e Instagram Casinha de Retalhos

Motivo: A Ellen é um mini-docinho de pessoa mas com uma mente borbulhante e espaçosa pra ideias. O blog dela é recheado de ideias para decorar a casinha, excelente pra quem gosta de colocar a mão na massa. Mas é no Instagram que ela sempre tem fotos postadas do seu cantinho inspirador que já é figurinha carimbada em muitas revistas de decoração.

 

instagram-decoracao-casinhaderetalhos-ellencaliseo

 

Quem: Roseane Moura

Onde: no portfolio Lente Materna

Motivo: Quando vi o trabalho fotográfico da Rose a primeira vez, foi como se eu tivesse mergulhado num mundo de cores que eu de imediato, me encantei. Apaixonante, carinhoso, acolhedor. Fotografia é muito disso, né? Mas tenho certeza que vai tocar muitos de vocês também. Depois que passei acompanhar a Ro, não consigo mais ver fotos coloridonas sem pensar nela. Na maioria das vezes, são de fato fotos dela no meu feed, rs.

 

IMG_02031(pp_w1050_h699)

Na foto: minha amiga Gabi e filhota Isa, pelo olhar colorido da Rose

 

Quem: Camila Nogueira

Onde: no blog e canal Apenas um Hobbie

Motivo: Você sabe se maquiar? Eu não sei. Mas a Camila sabe, e MUITO. Uma das pessoas mais habilidosas que conheço em relação à maquiagem (e ela dá curso, que farei em breve, inclusive!). Se você curte maquiagem, vai amar. Se não entende nada como eu, vai admirar da mesma forma. Vai por mim, se joga lá no blog dela. Além de tudo, a Camila desenha super bem. Cheia de habilidades essa mocinha…

 

 

Espero que gostem e claro, se você for de Ubatuba, deixe sua sugestão de indicações para o próximo post 🙂

 

Dicas de links sobre empreendedorismo feminino

A vida é muito curta (mesmo) para não irmos atrás do nossos sonhos. E mais ainda para ficarmos pensando se darão certo ou não. Não sei se é toda essa praia dos 30 anos, mas cada vez mais – e depois de ter sido recusada tantas vezes por conta da idade em empregos aqui da cidade –  que eu estou cada dia mais disposta a arriscar e buscar o meu lugar ao sol…mas com filtro solar, importante!

 

Tenho lido e buscado MUITA coisa sobre empreender, e parte disso devo ao Decola!Lab, que era aquele empurrãozinho que me faltava há muito tempo. Mas a verdade é que a internet tá CHEIA de informação, cheinha mesmo. É uma infinidade de opções, e muitos desses certamente te agradarão. Mas, eu tenho buscado muito conteúdo principalmente feito por e para mulheres.

 

Dia desses, perguntei lá no Facebook (você pode visualizar a postagem clicando AQUI)e pedi dicas sobre, mas como no Facebook tudo se acha e se perde, achei melhor prolongar esse achado aqui, no blog. Muito obrigada a todas que contribuíram com ótimas dicas! Sintam-se a vontade para sugerir aqui também e assim aumentarmos essa lista, e ajudarmos umas às outras. Que tal?

 

EMPREENDEDORISMO-FEMININO-LINKS

Lista de Links sobre Empreendedorismo Feminino

Sites/Blogs 

 

Plano Feminino

Ambiente Vistoriado

O que Mais

Projetando Pessoas

Negócio de Mulher

Carolina Nalon

Tuty para Profissionais

Mulheres na Computação

 

 

Maternidade e empreendorismo

 

Maternativa

Mãe Atwork

 

 

Páginas no Facebook

 

Espaçonave

Mulheres que Decidem

OQ+

UpaLupa

 

 

Snapchats/Periscopes para seguir

 

bialomb (snapchat) – blog

apassareli (snapchat)

anatex (periscope) – site

 

 

Grupos no Facebook

 

Mulheres que decidem

Empreendedorismo de Salto

 

 

Serviços de Coaching

 

Tudo Energia

Roberta Rocha

Anna Gallafrio – Natural Coaching

Louise Souza

Elba Oliveira

Melissa Setubal – Coaching de Saúde Interativa

Silvia Pahins

Roberta Omeltech

Simone Mitjans

Patrícia Sakavicius

Fábrica de Sonhos

 

Espero que tenham gostado, e que seja muito útil e de incentivo para todas vocês 🙂 Sucesso!

O que achei de “Bang”, o novo clipe da Anitta?

Quando a Mari me marcou pra assistir o novo clipe da Anitta, não resisti: eu já havia ficado curiosa já pela prévia com uma pegada HQ, e quem me conhece sabe que eu curto à beça qualquer coisa nesse estilo.

 

Não sou uma fã da Anitta. Sei que ela ficou famosa pela música "das poderosas", e tem a outra música chiclete, "Deixa ele sofrer" que vivia tocando na propaganda do Spotify. É o tipo de artista que eu não costumo estar a par de todas as novidades e lançamentos, mas não acho péssimo e ouviria/dançaria de boas, sem problema algum. 

 

Sobre o clipe, me surpreendi com a produção. Ela foi feita por ninguém mais ninguém menos que o diretor criativo que faz coisas pra Madonna também. Aí tu pensa: "Caraca, então o negócio é pra lacrar, mesmo!". 

 

youtu.be-ugov-kh7hkm_2

 

Eu AMEI principalmente a parte em que ela vira uma gatinha (óbvio), as dançarinas e as referências totalmente pop. A música, eu não sei bem. É bonitinha, mas não impacta, não gruda de primeira. Talvez depois de ouvir mais vezes eu consiga ter essa sensação.

 

Há quem diga (e prove) que é cheio de cópias de clipes de artistas k-pop. E nisso acaba ficando aquela escorregada e posicionamento em cima do muro acerca da originalidade de um artista aqui, em terrinhas brazucas. Quem, afinal, seria o culpado por isso? O artista, ou quem o produz?

 

Acho que como artista, a Anitta ainda tem muito pra crescer – a começar por lidar de maneira mais poderosa quando o assunto se trata de internet e não alimentar os trolls, vide sua última treta com o Cid, do Não Salvo – mas ela tá num caminho que eu julgo muito interessante e me faz despertar uma certa vontade de acompanhar. Por mim, ela poderia aproveitar mais esse jeito de mulher poderosa e sexy e enfatizar o movimento girl power/feminista, deixando um pouco isso de rivalidade entre mulheres de lado, tanto nos clipes quanto na música. Mas é só minha opinião ♥

 

Bem, melhor que falar, é assistir e ouvir, né? Tirem suas próprias conclusões, e me digam o que vocês acharam 🙂