Tag: ruivo

As definições de mudanças foram atualizadas!

Minha mãe sempre me dizia "nunca diga nunca" e, apesar de achar mais um daqueles conselhos para levar pra vida, eu confesso que deixava ele um pouco "de lado" em alguns momentos.

 

Eu percebo que temos uma séria tendência a medo das mudanças. Eu tenho aos montes! Mas mais que medo de mudanças, temos medo de nos sentirmos bem mudando. Há uma certa culpa que ronda quem não se estabiliza num "finalmente", quem não define um para sempre. E há quem sempre nos lembre: "oras, mudando de novo???"

 

Eu já deveria saber que na vida de uma pessoa que ama mudanças capilares, "nunca" não é o tipo de palavra que deve ser mencionada. Quando saí do ruivo cereja, eu posso não ter dito, mas pensei: ruiva, nunca mais. E esse "nunca" durou apenas um ano…

 

O que dizer então do persistente azul (que virou um verde totalmente não-intencional)? Esse sim: disse para minhas amigas que tinta fantasia nunca mais. Mas depois de ter acostumado com ele aqui, olhando para mim e eu olhando para ele… decidi que tinha chegado a hora dele fazer parte de toda essa brincadeira pra valer. E quer saber? Já me imagino saindo do ruivo, de cabelo todo rosa, ou todo azul… rolou um desprendimento, sabe? Ponto pro cabelinho verde!

 

Independente do que digam, e até mesmo do que você pensa, mudanças nem sempre serão planejadas. Ela é mais um passo que você dá rumo a uma vontade que pode nunca ter dados as caras oficialmente, e quando você se der conta, opa, tá na hora de decidir! O importante de tudo é você se sentir como se estivesse cercada de almofadinhas para todos os lados assistindo mais um episodio da sua série favorita: bem confortável. E se bater vontade de mudar a programação, independente do que vão te dizer… pegue suas almofadas e vá em frente!

 

De volta ao ruivo e update no verdinho, e ah, meu óculos novo! ♥ (sim, tô mei descabelada e ainda tava com cara de sono matinal xD)

 

O que eu usei:

 

(pra tonalizar o ruivo)

60ml de água oxigenada

Mix 0/43 color perfect

Creme branco

 

(pra tonalizar o verde)

Ice blue da Alfaparf (tonalizante que dura horrores no cabelo, haha! – use com moderação!)

Um pouquinho de mix 0/43 (pra ficar verde)

Creme branco

 

Misturei as receitinhas (separadamente, óbvio) e passei no cabelo lavado apenas com shampoo. Deixei cerca de 30 minutos, enxáguei e passei condicionador como de costume.

Meu ruivo acobreado (finalmente!)

 

Céus, eu estava tão ansiosa pra fazer esse post, apenas para poder dizer: finalmente!

 

Para quem não sabe, não é a primeira vez que eu fico ruiva, mas eu sou coça-coça com mudanças e resolvi abandonar o vermelhinho por um tempo e  me jogar nas cores fantasia.

Mal sabia eu a dor de cabeça que isso ia me dar. Descolorir e pintar o cabelo com tinta fantasia é "moleza"… difícil é se livrar delas depois!

 

Eu estava com metade do cabelo castanho e a outra metade, azul que eu tinha pintado com a Ice Blue da Alfaparf. Eu tentei de TUDO que vocês imaginarem (dekap color – que não fez nem cosquinha -, shampoo anti resíduos, banho de mar… haha!) e nada do bendito azul sair. Por última, cometi a loucura de tacar descolorante e ele ficou um azul-verde-claro-menta (que eu apelidei carinhosamente de cor de chiclete de menta mastigado xD).

 

Desisti. Quer ficar, então fica. Conforme for crescendo, eu vou cortando. Bora se concentrar na parte ruiva que é o que interessa!

 

Para chegar nesse tom, eu descolori toda a parte que estava castanho. Usei descolorante da Avora com ox de 30. Depois, dá-lhe hidratações! Fiquei um dias com o cabelo cor de sei-lá-o-que e nem quis sair na rua, haha!

 

Hoje, finalmente fiz uma misturinha de Elisafer 8.34 + 7.4 + ox de 30 e um pouquinho de Keraton Conhaque:

 

 

O resultado me deu alívio e agora já posso sair na rua, hehe:

 

luz natural

 

com um cadinho de luz do sol que já estava partindo 🙂

 

Eu tô amando ser ruiva novamente, e ansiosa para as próximas aplicações (com o tempo a cor vai ficando mais uniforme e mais legal!)

 

Ah! Também pintei as sobrancelhas pela primeira vez na vida e A-M-E-I o resultado! Pintei com a 8.34 e ox de 30, deixei por 15 minutinhos e tirei. Amei que ficou bem suave, mal dá pra perceber a diferença (mas pra mim foi bem significativo, rs).

 

ps: E antes que perguntem: os cachinhos tão aqui, sim, quero dizer… um pouco sofridos, mas estão. Por enquanto meu cabelo tá muito bagacento por conta desses processos. É eu já sei, secador danifica mais, etc, etc, etc… tô cuidando deles com carinho, 'xá comigo!

 

Tutorial: como pintar o cabelo de duas cores

Já fazia um bom tempo que eu estava planejando fazer uma mudança nos cabelos. Inicialmente, até cogitei desistir do ruivo. Depois de muito pensar, cheguei à conclusão que não era desistir do ruivo que eu queria, e sim personalizá-lo, dar um toque de "eu" à cabeleira. Era disso que eu sentia falta. Eu, que sempre gostei de cortes ousados, repicados, curtos e adiante, resolvi que já era mais do que na hora de colocar as ideias em ação. O resultado eu conto para vocês neste post, com uma tentativa de quem não entende muito bem, mas arriscou, e deu certo!

 

UPDATE perguntas nos comentários:

Cores utilizadas:

Amend Vermelho Intensificador 0.6 / ox 30

Maxton Preto Natural 2.0 / ox 20

Sobre o vermelho: eu nunca descolori meu cabelo, só fui pintando por cima da cor que já estava (CLIQUE para ver a cor anterior). Em mais ou menos 7 meses ele estava nesse tom atual.

 

 

Passo 1: Separar tudo que vai usar. Luvas, potinho, pincel, tintas e uma roupa velha. A tinta preta veio com um produtinho para proteger da tinta, mas normalmente eu uso um hidratante mesmo.

 

cabelo-duas-cores

Passo 2: Dividir bem (mal) o cabelo. Não sei dizer se eu dividi milimetricamente certo, mas vai, o cabelo fica por baixo e ninguém vai ver. E foi tudo "no tato", já que fiz sozinha e nem um segundo espelho para ajudar eu tive (momento "faça você mesmo" da deprê). Dá pra ver que não sou muito boa com retas…

 

 

pintando-cabelo-duas-cores

Passo 3: é essa parada aí mesmo: ficar bizonhíssima! Pintei a parte de baixo primeiro (preto) e depois o vermelho, tudo bem rapidinho. Perceberam minha habilidade em não me sujar nem um tico? Ah, importante desmarcar todas as visitas possíveis neste dia! Eu torci muito para que ninguém me chamasse no portão. Senão, com certeza eu teria assunto para um outro post…

 

 

Fase 2: A escolha do corte.

Como bem dá para ver nas fotos, meu cabelo estava gritando por um corte. Ter cabelão é legal, mas mais legal ainda é pra quem gosta mesmo de cuidar, de ir ao salão, e o mais importante: tem bastante tempo e paciência (ou já nasceu com cabelo lindão né, outra história). Eu preferi dar adeus à alguns dedos de cabelão e me livrar das pontas horríveis. Problema resolvido!

 

Como não sou muito boa em termos técnicos de cabeleireiros, eu sempre levo uma foto como referência para mostrar a quem vai cortar. Desta vez escolhi não levar nenhuma de atriz famosa, sabe como é né? Vai que a cabeleireira entende errado e saio de lá a cara da Jennifer Aniston, ou Anne Hathaway? Seria inaceitável e teria que pedir meu dinheiro de volta! (cof!)

 

cabelo-duas-cores-inpiracoes

 

E o resultado final (que não é surpresa pra quem me tem adicionada lá no Facebook, hehe)

cabelo-corte-vermelho-preto-duas-cores-ruivo

 

Mudei, e mudei com gosto. Mudar traz tanta coisa boa, não é mesmo? Eu vou sem medo. E você, gosta de mudar também?

DÚVIDAS? Deixe nos comentários!