Tag: viagens

Rota Praias Ubatuba: Lázaro, Vermelha do Sul e Estaleiro

Quem diria: hoje eu me considero uma pessoa apaixonada por praia. Se antes eu odiava praia e calor com todas as minhas forças, hoje em dia sinto até um pouco de saudade quando ele se vai. Não pelo calor em si, mas sim por poder ir na praia, onde é sempre e fresquinho.

Mas, uma confissão: eu só não gostava de praia por não saber nadar, e só conhecia praia com onda. Não sabia da existência de praias sem ondas – coisa que só fui descobrir que existia depois que vim morar aqui em Ubatuba.

Aliás, seria um desperdício morar em Ubatuba e não gostar de praia, né? Afinal, são quase 100 praias. Pensando nisso, criei uma “meta” de conhecer pelo menos metade de tudo isso. E vou postando aqui o que acho de cada uma delas, que tal? Tem gente que faz resenha de maquiagem, de aparelho eletrônico… eu faço de praias também, ué, haha!

 

Praia do Lázaro (sentido sul)

A Praia do Lázaro era uma das praias que eu mais tinha curiosidade de conhecer, mas não fez muito meu tipo. A praia é boa, é tranquila, mas no dia que eu fui, achei o mar agitado para uma praia que não tem ondas. Pra quem é baixinha, logo não dava pé por causa da movimentação da água, sabe?

Fora isso, é uma boa praia. O estacionamento fica próximo da praia, de moradores locais mesmo, ou na rua – vai da sua sorte do dia. O preço em média é 10,00, com direito a ducha e banheiro.

A praia tem quiosques (acho que tinham uns 2 ou 3), mas como é uma praia mais movimentada, eles são mais na pegada barzinho do que comida típica de praia, sabe? Matei a curiosidade, mas não ficou na minha lista de favoritas.

 

Ondas: depende do dia. Mais pra calmo.

Cachorros: não lembro se podia.

Quiosques: sim (2 ou 3)

Estacionamento pago: sim (R$10 em média)

 

SAMSUNG CAMERA PICTURES

 

SAMSUNG CAMERA PICTURES

 

Praia Vermelha do Sul (sentido sul, mesmo, rs)

O que dizer sobre essa praia que mal conheço, mas amo pacas? Definitivamente, essa entrou pra minha lista de praias favoritas aqui em Ubatuba!

A água dessa praia é um PISCINÃO! Maravilhosa! Observe o moço na foto com bóia e guarda sol, sem preocupação nenhuma, só praticando o deboísmo…

Queria ter conhecido essa praia antes. Queria poder ir todos os finais de semana!

Ah! e por ser uma praia mais escondidinha, ela fica assim, bem vazia mesmo 🙂

 

Ondas: no dia que eu fui, nenhuminha!

Cachorros: não permitido

Quiosques: não. tem que levar comidinha e bebidas, e, por favor, sacos de lixo!

Estacionamento pago: o estacionamento fica na entradinha, antes de uma mini trilha de acesso à praia e não é pago.

Dica: 4km à frente da Praia Vermelha, tem a Praia da Fortaleza que é maravilhosa!

 

SAMSUNG CAMERA PICTURES

 

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES
lado direito da praia

 

SAMSUNG CAMERA PICTURES
lado esquerdo da praia

 

Praia do Estaleiro (sentido norte/Paraty)

Depois do trauma da Praia do Ubatumirim, resolvemos conhecer a praia do Estaleiro, que é uma praia depois da Ubatumirim. Elas são praias bem semelhantes, a diferença é que a estradinha que leva até à praia do Estaleiro é beeeem mais sossegada e próxima que a da praia do Ubatumirim, que mais parece um rally dos sertões. Gostamos tanto que fomos dois finais de semana seguidos… é uma praia super tranquila, espaçosa… vale muito a pena! Excelente para passar o dia inteirinho e ótima para ir com crianças.

O mar é tranquilo, mas, se você tem medo de “vida marinha”… essa praia não é para você. Nas duas vezes seguidas que fui, tinha muita coisa no mar. Na segunda vez, até estrelas do mar aos montes, vivinhas da silva (e não aquelas secas que você vê nas lojinhas para turistas… rs). Vi algo grande nadando também, acho que eram tartarugas…

Ondas: nos dias que eu fui, nenhuminha!

Cachorros: permitido

Quiosques: 2 quiosques. o do lado direito (alguma coisa “do siri”), vale a pena pedir o pastel de camarão (que vem LOTADO de camarão!)

Estacionamento pago: não. o estacionamento fica na própria areia da praia que é “batida”, ou seja: você entra com o carro na praia.

Dica: no tal quiosque do Siri, a ducha é grátis mesmo para não-clientes.

 

SAMSUNG CAMERA PICTURES
PAUSA para este por do sol maravilhoso!
SAMSUNG CAMERA PICTURES
muitas conchinhas ♥

SAMSUNG CAMERA PICTURES

E aí, gostaram? Já estão animados para virem me visitar? xD

Impressões de uma “carioca” em Ubatuba

1. Sentir uma marolinha de vez em sempre é normal, principalmente na orla.

 

Ciclovia do centro

puxa, prende, passa…

 

2. Ficar de bobeira na pista de skate à noitinha é um dos rolês mais comuns da galera daqui de Ubatuba. É tudo junto e  misturado: jovens, criançada, homens e mulheres…

 

3. Embora muita gente ache que carros que param pra você atravessar quando você estiver na faixa seja coisa apenas de países de 1º mundo, boa parte dos motoristas aqui fazem isso. Mas não aposte isso na temporada.

 

4. Falando em épocas de temporada, elas são ótimas… quando você não mora aqui. Quando você mora tudo que você mais deseja é que todos os turistas caíam num buraco de minhoca no espaço e libertem a cidade para que você possa voltar à sua vidinha normal e tranquila.

 

UBATUBA-RUA-GUARANI

trânsito da badalada rua Guarani ganha ritmo de tartaruga na temporada

 

5. As pessoas tem mania de marcar encontros… em casa. Não é no shopping, não é na avenida, não é na padaria. Sou uma pessoa muito caseira, mas tem hora que acho tão esquisito, haha. 

 

6. Só existem 4 mercados “grandes” aqui (mas nenhum popular): dois são caros demais, um é sujo demais e outro é vazio demais. Sério, as prateleiras chegam fazer eco. Por isso dou até risada quando alguém me pergunta “não tem Extra aí? Carrefour?” hahaha! Lojas Americanas por exemplo, abriu aqui só recentemente.

 

7. Você não leva 10 minutos pra dar um rolê no centro (calçadão) inteiro da cidade. Minúsculo, porém muito gostosinho para passar uma tarde tranquila sem tumulto.

 

calcadao-ubatuba

foto: blog Ubatuba Víbora

 

8. A feira hippie é chamada assim pela maioria porque um dia de fato vendia muita coisa artesanal. Hoje em dia a maior parte são de artigos made in China.
(os que ficam com produtos expostos no chão ali perto da Sucolândia são bem alternativos e vendem acessórios artesanais lindos, vai fundo)

 

9. Você vai ver muitos vendedores de “grilo” (não, não são grilos mutantes, são grilos feitos de folhas de palmeira ou algo assim)

 

vendedor-grilo

foto: ChicoAbelha

 

10. Muitas lojas aqui fecham na mesma velocidade que abrem. Se algo legal abrir, tem que torcer muito pro dono manjar de sobrevivência pós-temporada… o que acontece poucas vezes.

 

11. Como o ambiente da cidade é “vida saudável”, tem uma quantidade considerável de lojas que vendem produtos naturais, feira orgânica (até com delivery, inclusive), restaurantes e até uma padaria.

 

integrale-padaria

Padaria Integrale: um dos meus lugares favoritos em Ubatuba e onde sempre costumo levar os amigos que me visitam

 

12. Uma das maiores polêmicas que presenciei da cidade foi quando rolou uma briga se um parquinho permaneceria ou não na praça de eventos.

 

13. É engraçado quando pessoas de outra cidade vêem você mexendo no celular na rua e perguntam se você não tem medo de ser assaltado, hehe

 

14. Aliás, você não precisa se preocupar tanto com seu celular ser roubado, e sim a sua bicicleta. Minha sobrinha já perdeu duas “bikes”, e conheço gente que teve a bicicleta furtada de dentro do quintal! Não é para menos: se tem uma coisa que tem nessa cidade é bicicleta. Diz a lenda que tem mais bicicleta que moradores na cidade…

 

DSC_0760

 

15. Se você fica 2 meses sem usar um sapato/bolsa, pode apostar que vai estar mofado tamanha umidade, haha! Tenho medo às vezes de ficar parada um tempo e começar a mofar…

 

Toda cidade tem seus defeitos, mas encho a boca pra falar que Ubatuba tem mais qualidade que tudo! Eu amo tanto morar aqui que confesso que tenho dificuldades de me imaginar morando em outro lugar. Ubatuba me acolheu, e isso não tem como não fazer com que o coração bata mais forte ♥