30 dias sem ele

Virei pro marido e disse: “Não quero mais beber refrigerante.”

 

Sim, o próprio. O famoso “tsss”. O terror das dietas.
Explicando: não, eu não estou de dieta. E pra falar a verdade verdadeira, eu nunca fiz dieta na vida (até porque, nada de sacrificios lazarentos, eu não nasci pra sofrer!)
 
Aqui tudo funciona na base da decisão de última.Vamos trocar? Vamos abandonar? Vamos. Assim.
E foi assim que passamos a substituir o molho de tomate industrializado pelo natural, comer salada religiosamente, e inserir um legume por dia em toda refeição (aqui em casa não rola almoço, só janta. Na sua casa também é assim?)
 

 
Então, decretei, sem piedade e sem saudade: nadica de refrigerante por 30 dias (inicialmente).
Parece impossível? Não para quem levou isso tão a sério no ano passado que acabou ficando 1 ano inteirinho sem ingerir uma gota sequer… sou fortona, não sou?
 
vamos lá:  tô ficando véia e tudo fica mais difícil. então vamos começar eliminando as porcarias substituíveis (suco é MIL vezes melhor que refrigerante, por exemplo. Mas uma maçã nunca é mais gostosa que um pedaço de pudim… aim :/)
 
Tchau, refri!

15 comentários em “30 dias sem ele”

  1. Para mim, qualquer tipo de restrição alimentar é praticamente impossível.
    Não como carne porque não gosto, e quando meu namorado me conheceu, eu já era vegetariana.
    Mas se eu disser “A partir de hoje não tomo mais refrigerante”, amanhã ele chega com uma garrafa de Soda e diz “Olha o que eu trouxe de presente pra você!”
    É um problema! u_u

    Mas se você tem a colaboração de todos, fica muito mais fácil de conseguir superar. Tenho certeza de que você consegue! ;D

  2. Ando pensando muitíssimo em abandonar esse vício. Bebo muito refrigerante. Não todo dia, mas sábado eu começo e só paro domingo a noite. Não sei beber com moderação, com classe ou finesse. Bebo pacarai.

    Sou de saladas, não consigo almoçar sem. E sua lógica é aplicável a minha vida: vamos cortar as porcarias substituíveis.

    Beijo e perseverança. =))

  3. Sabe, eu nem gosto tanto assim de refri… mas acabo tomando qdo é o que tá mais fácil (pq, convenhamos: muito mais facil abrir uma latinha de Coca do que espremer laranjas, lavar o espremedor, etc…)
    Preciso me inspirar e fazer isos tbm! Me obrigar a ser mais saudável…
    Beijos, Key!

  4. Oie.
    Amo demais refri. Mês retrasado decidi fazer alguns cortes e ele foi incluído, claro. Até que consegui, achei que nem ia dar, mas 3 semanas depois um oferece, outro oferece, e daí foi rio abaixo… pelo menos sei que se quiser, eu faço.
    Mudar a alimentação é complicado, não é pra todos :/

    Bjs.

  5. Olha, eu nunca fiz dieta na minha vida, de nada, mas porque papai e mamãe me deram genes magricelas e eu não angordo. Só que eu tenho muita vontade de ser saudável, não comer tanta porcaria, diminuir muito os doces (sou uma formiguinha). Só que eu não consigo! 🙁

    Tomara que você consiga! :3
    Beijos!

  6. Adorei!!!!
    Dia 01/10 tomei essa decisão e 24 dias depois continuo firme e forte!
    Os primeiros são os mais difíceis, depois vai ficando natural.
    Vou prolongar por tempo indeterminado!!!! rs
    Beijos e boa sorte!
    Glaucia

  7. Para mesmo, você está mais do que certa! Eu já estou indo pro 4º mês sem esse super vilão e confesso que só senti vontade de cair na tentação duas vezes, até agora. Mesmo tendo parado há pouco tempo, já me sinto infinitamente melhor!

    Beijos!

  8. É difícil mesmo, mas é só querer. Eu já fiquei um tempinho sem, mas lá em casa as coisas são mais difíceis. Todo dia tem coca na geladeira e a culpa não é minha, aí a preguiça fala mais alto de vez em quando haha

    Força aí!

    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *