5 dedinhos

Quando criança não entendia muito bem quando minha mãe dizia que eu era “uma mocinha”, e , em outras horas “que eu era um bebê”. Até eu ser mãe, claro. Meu rapazinho, que ainda é um bebê, completa 5 aninhos amanhã, dia 10. Faz tanto tempo, mas parece que foi ontem. Ele tá enorme, mas ainda cabe no meu colo. Inteligentíssimo, já me dá aulas de Nintendo DS, sabe modelos de carros que nunca vi e faz perguntas encurraladoras das quais não consigo sempre responder, mas não sabe nada da vida ainda. Independente, come sozinho desde 1 ano e poucos de idade, odeia que ajudem-no a se vestir, mas quando algo não dá certo, não pensa duas vezes em chorar pedindo ajuda.

Me submeto a dizer o clichê mais meloso: o aniversário é dele, mas sou eu quem sou presenteada todos os dias só em saber que ele existe.  Eu que esqueço de tudo e todos num abraço apertado de bracinhos tão pequenos… inclusive nos contratempos que é ser mãe.
Feliz 5 dedinhos pro Pedro.

Foto0019

“Melhor do que viver, é ter uma excelente razão pra isso.”

ps: Vou viajar pro RJ então o blog e o Twitter fica abandonadinho até segunda-feira. Comportem-se, hein?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 pensamentos em “5 dedinhos”