5 dicas para desbravar sua mesa digitalizadora (tablet)

Este é um post especial para você aí, que tá travado para utilizar sua mesa digitalizadora, ou comprou uma e deixou pegando poeira, sem coragem de utilizar. Que tal aproveitar o momento e treinar, sem compromisso nenhum, alguns rabiscos na sua mesa?


Vim trazeri 5 dicas que me ajudaram muito quando adquiri minha primeira mesa digitalizadora, uma Wacom Bamboo Connect há quase uma década! Quando você pegar o jeito, não vai querer outra coisa e seu desenho pode passar por uma fase de transição e aprimoramento bem interessante. Bora?

1 – TREINO É TREINO

No começo, é estranho, difícil e coisas horríveis passam pela nossa cabeça no primeiro contato com uma mesa digitalizadora (tablet). A pior delas e mais persistente é “ah, eu não levo jeito!”. Mas, calma: uma vida inteira utilizando mouse, é super normal estranhar horrores, e até o cérebro acostumar que o que você desenha em uma lugar, aparece em outro (?) leva um tempinho. Não é só com você: todo mundo passa pelo mesmo processo de estranhamento.

2 – O QUE HÁ DE NOVO?

Um erro que eu sempre cometia era nunca checar se as atualizações da minha mesa estavam de acordo com seu funcionamento. Eu sei, é uma parte chata, mas minha produtividade melhorou muito mais quando coloquei isso como prioridade para não ter que ficar resolvendo isso no meio de um trabalho.

3 – USE E ABUSE

Tanto a mesa digitalizadora quanto os programas de edição possuem pincéis que você pode usufruir e ter boas experiências, ou pelo menos, variá-las. Acho que todo artista possui um pincel favorito, então, não tenha receio: teste e encontre o seu queridinho!
O mais tradicional é a ferramenta Pincel (B), mas você deve utilizar o que te deixa mais confortável.

4 – HORA DA LIMPEZA

Achou que seu traço ainda está muito “tremido” e gostaria de consertar algumas coisas? Sem problemas! Dê um zoom nas áreas específicas do seu desenho para facilitar a visualização, e com a ferramenta SELEÇÃO DIRETA (A), visualize os pontos extras. Com a ferramenta CANETA (P), clique no botão de menos (-) para eliminar pontos extras ou mais (+) para adicionar pontos extras.

5 – TODO PROCESSO É INCRÍVEL!

Como disse no primeiro tópico, estranhamentos fazem parte, e por mais que fosse incrível, sua mesa digitalizadora não é mágica: você vai começar com dificuldades e elas irão diminuindo com o passar do tempo e costume. Eu achei que meu traço melhorou bastante em comparação com o mouse, e hoje em dia existem modelos mais acessíveis – e mais práticos – no mercado. Encontre sua escolhida e DIVIRTA-SE! Depois me conta como tá sendo seu processo ♥

4 comentários em “5 dicas para desbravar sua mesa digitalizadora (tablet)”

  1. Ah amei! Comprei a minha ano passado e uso muito pontualmente.

    Uma dúvida: você usa a mesa em tudo no pc ou só para desenho mesmo?

    às vezes penso em usar em tudo para ajudar na adaptação, mas fico tãao lenta que injurio!

    1. eu uso SÓ para desenhar! tem quem use para tudo, mas eu não gosto. dizem que é melhor que o mouse, principalmente pra quem tem tendinite, mas pra navegar eu gosto de usar o mouse mesmo 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *