A hora de "desconectar"

Outro dia eu juro que quase aconteceu a seguinte situação: entrei em uma loja, e perguntei à vendedora se ali vendia corrente de prata envelhecido. Quando ela respondeu ‘não”, por um segundo de realidade eu não perguntei “e você sabe aonde tem um link que venda?”. Eu ia pagar um dos maiores micos psicológicos da minha vida! Imagina a cara que a vendedora ia fazer pra mim?

Já me peguei uma vez indo em direção à tv pra mudar o canal pela “tela”. Tudo culpa dessa coisa de telas touch.

E, a última de hoje foi o marido perguntando: “Re, fechou as janelas quando saiu de casa?” E eu, sem titubear: “Não amor, eu só mexo nas abas, as janelas que você deixou continuam lá…”
Sim, ele se referia às janelas de casa mesmo, aquelas, de vidro… HAHA!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 pensamentos em “A hora de "desconectar"”