Prazeres

Guilty pleasures – Que pequenos prazeres vocês se permitem para animar um pouco a vida? Essa pauta é beeeeeeeeem fofa e vale de tudo! De coisas mulherzinhas e comidas gostosas até as coisas mais estranhas, que ninguém entende, mas que são uma delícia!

Prazer assumido

Hedonista assumidíssima, não poupo mesmo a oportunidade de fazer tudo que me faz bem. Desde lambuzar todos os dedos com chocolate – e depois, lâmbê-los, um a um –  até ouvir aquela música favorita beeem alto enquanto olho para a estrada. E tem coisa mais gostosa (e que faz um bem danado) do que chorar de rir, ou chorar pra valer mesmo, desabafar? Ou então, permitir-se apaixonar, quantas vezes possíveis?
Prazeres são bobos, eu sei. Mas são momentos bobos assim que sempre me permito vivenciar, só pra não levar tudo tão a sério. Join!

Pauta para Tudo de Blog

A Promoção para ganhar uma sapatilha Dijean Neo e um brinde surpresa Mulher Vitrola continua aqui no blog. Então, não perca tempo, mande sua frase, chame as amigas, e boa sorte 😉

das perguntinhas encurraladoras.

O Pedro fez 4 anos dia 10 deste mês. Nem tem tanto tempo assim e a enxurrada de perguntinhas da fase 4 (tam-tararã!) veio com vontade. Começou com uma perguntinha, digamos… típica.

– Mamãe, por que você não tem piu-piu?

Aí eu tento responder de uma maneira… tipicamente maternal?

– Oras, eu não simplesmente não vim com piu-piu!

Eu deveria saber aonde isso ia dar… eu poderia responder qualquer outra coisa… eu comprei livrinhos “Conversando de sexo com seu filho”, “Criança e sexualidade” então porque não respondi “meninos tem pênis, e meninas, vagina!”?

-Então… então tem que comprar outra mamãe. Você não veio com piu-piu!

Dica: SEMPRE tentem responder algo plausível para uma criança com menos de 5 anos. A pergunta seguinte vai depender muito da sua resposta!

a boa etiqueta

Gente, é tão bom quando sentamos na mesa do shopping, após horas de espera e o felizardo anterior deixa tuuudo lá, não é mesmo? Eu adoro ver como as pessoas “organizam” seus restos! é tão legal!

E aquele sujeito que ainda não sabe da existência de fones de ouvido e insiste em fazer com que todos os passageiros no ônibus ouçam a mesma melodia? Sensacional! Melhor que isso só aqueles “senhores” que cismam e achar que ombro de mulher é pau-de-sebo… tive o ombro praticamente estuprado dias atrás e não hesitei em lançar um olhar fumegante-seca-pimenteira na figura… rapidinho caçou um lugar lá no final do ônibus pra se acomodar. Humpft!

Sem contar aquele vendedores mímicos de rua… te seguem por toda loja captando todos seus movimentos friamente calculados. Dou meia volta na loja  e saio de lá correndo como o diabo da cruz. Pavor!

Glória Kalil me entenderia…