Papo de Vitrola

85 posts

amoridade

Dias atrás minha mãe me ligou. Desde que minha mãe mudou-se pra São Paulo, as ligações dela resumiram-se em avisos antecipados de visita ou… uma simples novidade. E, na maioria (ou seria SEMPRE?) eu penso na primeira hipótese. Minha mãe já está com quase 60 anos e tem uma vida calma, vive numa casa simples, numa cidade tranquila do litoral e ela mal sabe pra que serve um computador. Desde que meu pai falecera, desligou-se de algumas atividades, e procurou seu recanto na cidade que nasceu. Parou de trabalhar e afirma ser a igreja e as lanchonetes locais seus “point” de distração. O que poderia acontecer de tão surpreendente na vida dela?

Pois bem, a vida é mesmo cheio de surpresas como todo mundo sabe. Na última ligação, eu percebi que ela havia colocado no viva-voz. Isso queria dizer que havia mais alguém lá, ouvindo a conversa além dela. Eu conseguia ouvir algumas vozes ao fundo, e então perguntei se era minha sobrinha. “Não, não é.” Meus sobrinhos estão aí? “Não, não estão.” última tentativa: “Minha avó, ou minha irmã?” Também, não… errou de novo.” Oras… minha mente alternava um misto de desapontamento, confusão e opções já gastas. Quem seria, então, este ser misterioso? “Filha, eu estou namorando…”, num tom sorridente.

Não é uma coisa que eu ouço todos os dias. É uma coisa que eu via nos filmes, na revista… mas não com a minha mãe.Talvez não saiba descrever a sensação nos primeiros 5 segundos, que foram de silêncio absoluto. Eu não estava enciumada (foi a primeira pergunta que ela fez após a declaração), afinal, eu que sempre dizia que ela deveria seguir em frente, pois era meu pai que havia falecido, e não ela. Que ela devia ser feliz.

Aí então, ela explicou a história. Um reencontro com seu primeiro namorado, depois de décadas, reavivou no coração da minha mãe algo que talvez ela tenha tentado esquecer. Mais uma daquelas histórias de acaso, destino, sabe? É uma antiga história de amor, de espera, de reencontro… daquelas que fazem acreditar que amor existe, que podemos viver clichês sem culpa, que sempre há tempo pra se fazer o que quiser… inclusive, se apaixonar. Mesmo que for mais de uma vez, mesmo que for pela mesma pessoa.

Pequenos Prazeres

A Mari, do Popnoid me passou um meme super legal sobre hedonismo. Tem até uma comunidade no orkut sobre o assunto.

 

 

 

1) Colocar o selo (não podia deixar passar!)
2) Listar os seus 7 prazeres hedonistas.
3) Passar pra mais 7 pessoas. Ou não passar se quiser, o que te fizer mais feliz. XD


1. Ouvir música olhando pra estrada. Já reparou como qualquer música entra no ritmo das coisas passando? fico arrepiada só de imaginar. Não saio de casa sem fones de ouvido.


2. Desenhar. é algo que só faço quando sinto muita vontade, mas que me faz muito bem, principalmente após o resultado final.


3. Rir ou chorar. não tenho dificuldade em fazer nenhuma das duas coisas. e faz um bem danado.


4. Escrever. uso essa mesma técnica à anos. sou feliz quando escrevo. nem que seja meu nome várias vezes no papel do restaurante.


5. Tocar. sempre que posso, tento "sentir" as coisas. gosto de descobrir com as mãos as formas e texturas das coisas. me faz lembrar coisas boas, imaginar lugares e situações. todo mundo acha engraçado eu passando as mãos nas coisas, mas não consigo evitar, rs.


6. Filmes de terror, um saco de pipocas, guaraná, chocolates, ar-condicionado no máximo e uma boa companhia. é prazer prolongado por horas.


7. Dormir e acordar bem. isso consiste em sexo e acordar só depois de meio-dia, rs.

 

Era pra que eu indicasse 7 pessoas (esse número é cabalístico, não?), mas como estou retomando à minha vida na blogsfera, deixo pra quem estiver interessado em fazer, ok?

 

"Posso resistir a tudo, menos a uma tentação"
Oscar Wilde

twitter cerebral

@ …mas é claro que prefiro assistir ao filme que tem o jhonny depp!
@ comer fast-food naquela embalagem pra viagem no cinema sem fazer barulho… COMOFAS?
@ resumo do filme: tiros, jhonny depp, romance, jhonny depp, ação, jhonny depp… aiai.
@ a atriz do filme é A CARA da Kate Perry O.o
@ ok, nada de caipirinha. olha o porre…
@ hot filadélfia nunca mais. não ali.
@ não sabia que tinha tanto caxiense emopunkglaswbowproftblum…
@ MEDO dessas pessoas.
@ eu sinto que vou comprar e vai aparecer outra coisa quando eu estiver dura…
@ gente, PRECISO desse anel de rosa vermelha *-*
@ gente, PRECISO dessa camisa old stamp do Bugs Bunny, aiiii!
@ gente, PRECISO desse pingente de caveiruxa!
@ gente PRECISO arrumar um emprego, RÁPIDO!

ps: sim, eu falo “gente!” pra mim mesma. Ah, e eu tenho um twitter virtual também, heh.