Das questões natalinas…

Eu nunca fui lá a favor de enfiar crenças goela abaixo nas crianças, mas respeito quem faz. Embora tenha trauma até hoje de qualquer bebida (principalmente água) que não esteja em temperatura fresca pra gelada, já que quando criança, segundo minha mãe “era água da santinha que o padre fez a oração na TV”.

Mas essa coisa de Papai Noel acabou sendo mais fantasioso e comercial que religioso… e só por curiosidade maternal, fui questionar o Pedro, no seu maravilhoso e atual 5º ano de vida, se ele acreditava no Papai Noel.

 

Aquele da neve?

– Sim, esse mesmo.

– Ah, eu sei aonde ele mora!

– É mesmo, aonde?

– No Paulo Nosso!

 

Ok, ele acabou não respondendo se acreditava ou não, e eu caí na risada pela errata geográfica… preferi então deixar a questão em branco. Vai que ele mudou-se e eu não sei?

 

                                          papai_noel_moderno

                                                        Tanta coisa mudou, né não?

7 comentários em “Das questões natalinas…”

  1. Já disse que adoro seu filho? SUASHUA
    Eu também penso bastante se deve-se ou não alimentar essas crenças infantis… Minha sobrinha (que mora em Minas)já se acostumou que o Papei Noel dela envia presentes pelo correio, isso porque na casa dela não tem chaminé. Bom, veremos o que farei quando ( e se) for mãe. (:

    ps: Só hoje eu vi que você me linkou, muito obrigada. (:

  2. Ah que fofo xD

    Eu nunca acreditei, lembro que quando era criança meu pai tentou me enganar, deixando um brinquedo na minha cama antes que eu acordasse, mas eu meio que estava acordada e vi, depois fiquei falando “Não foi o Papai Noel, foi você, eu te vi!”… rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *