Feijão Rajado

Desde que eu moro aqui em Ubatuba (em dezembro completará 4 anos), eu vivo numa saga do feijão ideal. Bem, vocês bem devem saber que no Rio de Janeiro há o hábito de comer feijão PRETO. Sim, o mesmo feijão que vai na feijoada. Aliás, a maioria dos cariocas que conheço adoram tudo que leva feijão, inclusive as comidas típicas de outros lugares que levam tipos de feijões diferentes.

 

Quando cheguei aqui, depois de um bom tempo comendo o tal "carioquinha", achando interessante mas sentindo uma falta imensa do meu pretinho, resolvi ir no mercado e comprar um das marcas disponíveis que haviam aqui do bendito feijão preto. O resultado, obviamente, não foi o esperado: o feijão não ficou como o de lá, não matei minha saudade e chorei baixinho em frente o prato. Coisas de gente fresca e cismada.

 

Mas um belo dia  acordei  inconformada e falei com o marido que queria experimentar outros tipos de feijão – afinal, quem nunca acordou um dia e disse que queria trocar de feijão? – e parti, saltitante rumo à clássica feirinha de sábado-pastel-e-caldo-de-cana em busca do feijão perfeito. Optei um pouco insegura pelo feijão mais simpático, enquanto marido de olhava com cara de "escolhe logo mulher, é tudo feijão…"

 

Finalmente: depois de quase 4 anos, eu tive uma das melhores experiências de comer feijão. Simplesmente encantada. Sim, eu fiquei feliz de comer feijão. E toda essa felicidade me custou míseros R$3 pacote de 500g, me saindo mais barato que comprar o carioquinha no mercado. Marido aprovou, eu aprovei e já é o novo queridinho das refeições. Não mudei de vida, mas mudei de feijão. E acho que até montarei um "Clube do Feijão Amigo", que tal?

 


feijão_carioquinha

feijão_rajado

Para entender a diferença: a foto de cima é o clássico carioquinha (que ironicamente, é mais utilizado em SP). A foto de baixo é o feijão rajado, nossa escolha: grãos maiores com manchas avermelhadas. Rajadinho mesmo. Não é simpático? 🙂

 

feijão_rajado_cozido

O rajado depois do cozimento fica assim: pura cremosidade! O rajadinho some e ele fica todo nesse tom marrom escuro-avermelhado. O cozimento é o mesmo, não tem segredo, mas com receio, até deixei passar um pouco o tempo de cozimento…

 

E aí na sua casa, qual é o seu favorito? Você conhece outros tipos diferentes de feijão?

42 comentários em “Feijão Rajado”

  1. Já que gostou do feijão rajadinho,experimente o feijão vermelho! Sou de uma cidade chamada Unaí,”a capital do feijão”. Lá tem de todo tipo possível,o vermelho tb fica cremoso e fica um gostinho bom! Eu sou super fã do carioquinha e do fradinho. mas variamos sempre aqui em casa!
    bjs

  2. Acabei de ver seu post lá no FB, aproveitei e li o outro link também já que eu adoro todos os tipos de feijão e como quase todo dia no almoço .

    Bom, eu sempre fazia o feijão na panela de pressão, só que há uns 6 anos atrás resolvi fazer o saco todo pra poder congelar em potes menores e como minha panela não é das grandonas achei melhor fazer num panelão comum e bem maior. Depois disso nunca mais fiz na pressão! Apesar de demorar mais, o caldo fica mais grossinho, cremoso! 🙂 bj

  3. Ah! Se tem coisa que amo, é feijão, amo demais, principalmente aquele marronzinho, o mulatinho, vire e mexe estou lá fazendo meu feijãozinho e misturando bastante farinha e pimenta, hummm!

  4. Falta pouco para dar meio dia quando em me deparo com esse post e derrepente sinto até um cheirinho de feijão kkkkk… E nunca me preocupei muito com a escolha do feijão também parei de comer e comecei a ter receio de tanto que estragava feijão em casa… E pior que eu era uma pessoa que podia faltar carne mas não o feijão!

  5. Sou carioca e isso provavelmente é culpa da minha empregada que faz um feijão preto ruim e estragou minha convivência pacífica com ele, mas eu sempre evito comer o preto. Acho lindo que os paulistas comam o marronzinho porque é tão mais gostoso… E esse a empregada faz bem! Ela coloca um monte de carne e coisas coloridas e ele fica ótimo! Mas só comemos de vez em quando porque a droga do preto é o de todo dia…

  6. Eu super estranho quando vou a Sampa visitar meu pai e tentam me empurra feijão mulatinho como “feijão normal”. O “feijão normal” é preto, bem pretinho… é só você pensar nos camaradas que tem apelido de feijão, né?! =/
    Bjus e carinhos, fica com Deus

  7. nunca ouvi falar desse feijão rajadinho, mas pela cara do seu pronto, parece que eu gostaria de comê-lo.
    sinceramente eu não ligo muito pra feijão. aqui em casa eu compro 1 kilo do preto, faço 1/2 kilo, divido em vários potes e vou congelando. ou seja, 1/2 kilo de feijão dura mais de mês. 1 kilo dura quase 3 meses… aí vc imagina como a gente adora feijão, né? hehehe
    às vezes eu compro o carioquinha ou o feijão vermelho pra variar, que também são saborosos…
    bjos 🙂

  8. Passei minha infância toda esnobando feijão, mas eis que a mãe natureza me fez necessária a inclusão dele na minha alimentação, tive anemia durante meses e comer feijão é melhor que chupar prego, convenhamos HAHAHAHA

    Mas eu sou #teamfeijãopreto, não sei explicar, mas acho ele muito mais gostoso, e então pra tirar essa imagem da minha cabeça, minha mãe sempre cozinha o carioca com linguiça e bacon, o que eu chamo carinhosamente de feijoada light, fica uma delícia :3

  9. Minha frustração como dona de casa é nunca ter feito feijão! Não temos panela de pressão ainda (uma vergonha depois de mais de dois anos morando “sozinha”), por isso passo batido pela prateleira dos feijões. Confesso que o feijão que chega até nós é contrabandeado da casa da minha mãe.

    Mas ó, fiquei morrendo de vontade de aprender a fazer depois de ver esse post! Aqui onde moro costuma-se fazer feijão preto mesmo, bem temperadinho! 🙂

  10. Eu me acostumei com o carioquinha, mas já experimentei de vários, gosto de feijão todos os dias, aqui faço pelo menos uma semana no mês do feijão preto porque meus filhos adoram e dizem que comem feijoada todo dia e como eles não são muito de comer carne acho importante o feijão com arroz bem gostoso.

  11. “afinal, quem nunca acordou um dia e disse que queria trocar de feijão?” hauhauahuahuahau SUA CARA, Rê!

    E sua comida tem cara de “comida de mãe” e esse é o maior elogio do mundo. 😉

  12. Aqui em casa a minha mamis compra o famoso e popular carioca mas, de uns tempos para cá ele ficou caro e a qualidade caiu!
    Meu pai trabalha em empresa de distribuição de grãos. Adivinha!?
    Tentamos alguns tipos mas, o que eu mais gostei foi o de grãos maiores. Não sei o nome mas, o carioquinha perdeu a vez! rs…
    Feijão tem de ser bem feito porque é a base da nossa culinária-rotineira, né!?
    Kiss

  13. Eu gosto de todos! Branco, preto, carioquinha…mas usamos mais o carioquinha, como mesma disse. Mas, às vezes variamos e comemos o feijão preto, sem ser feijoada, normalmente mesmo e sinceramente eu amo!

    bjoks

  14. Que feijãozinho simpático! Nunca comi outros feijões além do preto e do carioca, fiquei com vontade de experimentar.

    PS: só agora vi a nova cara do blog, tá lindooooo, uma gracinha! ♥
    E não tô postando no S&C pq tô super sem tempo 🙁

    beijoca

  15. Me desculpe mas tive que rir um pouco do seu texto, achei muito engraçado e muito bom o modo como você escreve, ameeeeei seu blog!
    Queria seguir seu blog, mas não achei o link para te seguir aqui no blog 🙁

    1. Oi Elisa, muito obrigada!
      Você pode seguir o blog clicando no símbolo ali do feeds, logo abaixo da minha foto do perfil ou seguir a página do blog no Facebook 🙂
      Obrigada pela sua visita, espero que volte mais vezes!
      Um beijo,
      Re

  16. Engraçado que desde que eu voltei para o Rio de Janeiro (de Manaus) eu só como feijão carioquinha, nem curto tanto o preto. Dias desses minha mãe decidiu comprar feijão rosa (??) e é muito bom também. Feijão é tudo de bom!

  17. ADORO FEIJÃO!
    Quando eu era criança odiava. Sabe a birra, nunca comi e nem quero, não gosto da cara dele, é ruim! Isso mudou no dia que meu padrinho me forçou a comer. Sim, ele me forçou a comer feijão e largar de frescura. Ah, as maravilhas da psicologia infantil!
    Já experimentei vários, mas até agora o único que não gosto é justamente o preto, acho o sabor dele muito forte. Mas carioquinha, feijão verde, feijão branco FEIJÃO FEIJÃO FEIJÃO hummmmmmmmmmmmmmmmmm… eu não devia ler esse texto às 2 da manhã!

  18. Feijão, feijão mesmo, eu só como com prazer quando é feito na hora, no dia seguinte não é a mesma coisa. Já na questão de tipo, gosto de todos, cada um em uma preparação diferente: Feijoada, feijão preto; tropeiro, feijão carioca e por aí vai. No dia a dia aqui em casa é o pretinho mesmo, mas às vezes enjoo. O carioquinha também é muito bom, eu acho. Já experimentou um feijão vermelho? Não gostei muito, mas quem sabe você goste.

  19. Esse feijão rajadinho fica bom no chilli. Quando não tinha o mulatinho, minha mãe fazia com ele e ficava uma delícia! Carne moída+feijão+pimenta = comida simples e gostosa pra caramba! 🙂

  20. Devo ser fresca com comida, pois eu não gosto de feijão O_O
    Ou eu ainda não achei o melhor.

    Este rajadinho lembra o que? (sabor)

    Vou experimentar né, até porque o feijão do qual é famoso aqui no sul é bem ruinzinho.

    1. Cinara, eu achei ele bem parecido com os outros, não tem gosto forte ou caracteristico (como o branco ou fradinho), então pode comer de boa! hehe

      Um bjo!

  21. Nossaaaa….. lendo o seu post lá pelo face, corri aqui pra ler a história, apesar de ser paulistana da gema hehehehehe, aqui comemos o carioquinha, MAS de um tempo pra cá enjoei de tal forma que parti para as feiras livres em busca de novo sabor, até porque gosto de feijão com caldinho bemmmm clarinho e uma senhora me indicou o tal “bolinha” muito saboroso e clarinho do jeito que gosto, depois de uns 2 meses quis por que quis experimentar outro (marido é todo paciência), comprei o “rosinha” confesso este não me agradou. Amanhã irei em busca de outro, talvez este rajadinho… ando muito enjoada… então a saga continua, beijos!!!!!

  22. Oi, Re!
    Morei muito tempo em brasília e o feijão lá era o carioquinha, marrom mesmo. Quando eu vim para o Rio e tive de comer o preto foi um pesadelo. Não era a mesma coisa e como você disse, eu chorava em frente ao prato toda vez que não encontrava o marrom. Haha Com o tempo acostumei com o preto, mas confesso que sempre que posso corro e compro o marrom; o ruim é que nem sempre o do mercado fica bom.
    Mas, resumindo, eu entendo perfeitamente a sua saga! Haha
    Beijos

  23. Também não conhecia esse tipo de feijão, vou ver se tem por aqui! Outro feijão que fica uma delícia, é o feijão bolinha, não sei se conhece. Ele tem o grão maior e é verde, mas depois de cozido e temperadinho fica muito bom!
    BjO

  24. Eu já estava doida pra fazer um caldo de feijão, depois do post a vontade só aumentou hehe

    Aqui em Minas o feijão também é Carioquinha, mas vai entender! Fiquei confusa quando descobri que o feijão carioca mesmo não tem nada a ver com o que a gente come aqui!

  25. Rê, você me fez lembrar de quando morei em SC, lá eles também têm o costume de comer feijão preto!!! Eu até gostava de comer feijoada, mas depois da experiência de ter que comer todos os dias o “pretão” não curto mais, sério, lá na cidade onde morei era quase uma missão impossível achar outro tipo…Mas aqui em casa e em nossos corações o que reina é o nosso “feijão carioca” , amigo, delicinha e companheiro de todos os dias <3 haha

  26. Eu amo feijão. Quando minha mãe faz feijão ‘novo’, costumo dizer que como feijão com arroz, pois encho o prato de feijão, como eu verdadeiro pedreiro, ai vem o meu lado baiano da família e mistura uma farinha com o caldo e… huuuun, que fome que deu agora ! hahaha

    Aquele feijãozinho cozido ficou com uma cara de gostoso que você não tem noção :b

    Isso vai estar na minha lista de compras, pra quando eu for no Rio.

    Beijos s2

  27. Ahhhhhhh que delícia! EU AMOOO FEIJÃO! Muito mais que arroz!
    Esse está com uma carinha MARAVILHOSAAA… eu quero. Manda um cadinho pra mim?
    Eu como o carioquinha também, mas amo rosinha, só que como ele é mais caro, opto pelo carioquinha mesmo. Vou adotar a sua sugestão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *