Instinto maternal anti-motivacional

Para as grávidas: Esse post contém revelações de alto teor desanimador e recomenda-se a leitura somente se estiver em condições psicológicas favoráveis… ou com uma barra de chocolate ao lado.

O Pedro, meu filhote, vai fazer 5 anos mês que vem, dia 10, e eu me lembro como se fosse ontem quando ele ainda era um ser saltitante – principalmente na hora de dormir –  dentro da minha barriga.
Claro que eu não esqueceria. Foi minha maior, e espero que por um bom tempo, maior sensação.
Grávida não reclama de barriga cheia (ops! olha o trocadilho)… isso é, se você acha bom ficar inchada, com dores nas costas, seios gigantescos, fome de 2 mendigos e vomitando até o ar que respira. Fora o melodrama: imagina uma mulher (le-se: objeto redodondo não-identificado) chorando por um biscoito que veio sem recheio? Então.

Mas não é esse o fato. O fato é que, eu, que fui um grávida ip-ip-hurra-feliz (!!!), fico constrangida quando tenho que dar ajuda motivacional para outras grávidas. E eu não sou boa nisso. Prova disso é que, uma companheira de classe, desapontada pelos enjoôs frequentes da gravidez, ouviu de mim a frase mais animadora possível: “Aguenta, porque a tendência é piorar!

Pois é. Quem sabe um dia não dou palestras?

Screenshot_17

                                                Barbie não incha e de ‘ovão’ pra barriga lisinha é ZÁS!


Edit: Já ia esquecendo… Feliz Jason 13 pra vocês! E falando em sorte, a Chris Mise fez um post fofo sobre gatinhos pretos . Me diz se tanta fofura dá azar, hum?

8 comentários em “Instinto maternal anti-motivacional”

  1. Muito bom! Sou dessas tb. Já falaram perto de mim: acho que não quero tr filhos mais não. Isso pq sou mega tranquila e nada me abala se tratando da gravidez. É tudo com muta naturalidade. hehehehhee

  2. engraçado como grávida enjooa, é pq eu não enjoei, vomitei 1 vez, e isso pq comi molho de alho quente do sol… abafa! bebia café, efri, passava perfume, hidratante… Tá alguns cheiros me enjoavam sim: cecê, cocô (sorry), e alguns poucos hidratantes não rolavam, sendo que eles não rolam até hj, ou seja, é d mim, não da gravidez. Mas, na minha opnião, depois da gravidez é que o negócio muda pra valer… Aff. Xa pra lá! beijos!

  3. hauahauhauahau aloca! Mas concordo com vc! Infelizmente nem toda gravidez é o máximo. Tem gente que não sente nada! Eu sofri horrores nas 2. Chorava a toa, dormia feito louca e da minha filha vomitei horrores affffffffff

    Vamos mudar de assunto? rs

    bjinhos Key

  4. Ah! Apesar de tudo, no final todo esse sufoco vale a pena :DD Ver o bebê lindo, sorrindo, chorando de madrugada…
    Quando eu ficar grávida, pode deixar que vou me lembrar de te pedir apoio hauhauauha

    Beeijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *