Pela gastação, inha ou ão

Eu sempre tive um certo receio, preconceito, asco ou seja lá qual for a palavra que mantenha bem longe de mim pessoa que tem medo de gastar. É, gastar. Gente que mantém bonecas em saco plástico “pro cabelo não juntar poeira”, ou que só passa a mão na página do livro uma vez senão faz orelha, amassa, marca e o escambau (ainda usa “escambau”?). Gente que não arranha o piso, que não quer usar as etiquetas do caderno, que não senta no chão. Que se segura pra não comer o doce todo numa noite só, que guarda a louça bonita só para visita. Que encapa sofá, que só usa aquela roupa que caiu super bem e é bonitona quando tem festa. Tem gente que tem medo até de usar o amô que tem, de gastar o pensamento bonito pra não falar besteira (juro, conheço um monte). Eu tenho medo de gente assim, elas… me desgastam. Sérião.

                                     1blog
                                                            Ai, que gastura.

25 comentários em “Pela gastação, inha ou ão”

  1. Pessoas assim cansam e, ultimamente, tenho achado graça disso também. É que conheço uma pessoa muito exagerada com essas coisas; p/ você ter uma ideia ele não gosta que a mulher fique usando, por muito tempo, os aparelhos de ginástica que ele comprou; ah, p/ fechar a porta do carro dele, nossa, tem que ter o maior cuidado e por aí vai; pessoas assim são pequenas, não sabem aproveitar a vida de forma leve, bem, na verdade, não sabem aproveitar a vida; isso é ruim.

  2. e plástico no carro? no visor do celular??? uó total!

    Quando abro uma caixa de chocolate faço questão é de comer primeiro os mais gostosos, ou vai que eu morro antes e nem experimentei o que era pra ser meu? eu hein!

  3. Minha mãe me criou assim: Roupa para usar em casa, e roupa para sair. Quando a roupa de sair ficava “batida” ou dava sinais de usada de mais virava roupa de usar em casa e era hora de comprar mais roupas para sair, hahahaha.
    Eu nunca tive aquele dilema “Não tenho roupa” por causa disso (exceto nos casos de gordice, but anyway).
    Agora pro resto não sou assim não. Moro com meu noivo e nossas porcelanas são usadas diariamente, taça de cristal a qualquer hora. Livro quanto mais usado mais bonito fica.
    Só não concordo com o doce. Se eu faço algo ou compro e o negocio vai em menos de seis horas eu brigo, isso não é normal.
    Ou quando faz compra e as “guloseimas” já acabam na primeira semana.
    Hahahhahaha, sou um meio termo.

  4. haha ameiiii o post! a minha mãe sempre diz: antes um gosto que um desgosto! a gente tem que usar, rasgar, estragar…tá certíssima mesmo.
    tem que comer com vontade, comprar o que gosta oras do que vale horas de trabalho se não tem o desfrute disso tudo depois?
    a vida é muito curta, e tem que aproveitar enquanto ainda temos saúde pra fazermos todas estas coisas!

  5. Eu tenho um ódio disso. Já cheguei a ouvir “não vou usar esse pano de prato agora, deixa pra casa nova” quando não existe nem a possibilidade de uma casa nova. Oh, Deus!!
    Eu tenho uma prima que ima vez QUEBROU uma estante que eu tinha no quarto porque estava ESCALANDO pra pegar uma boneca que tava no alto, simplesmente porque as dela ficavam com o plástico na cabeça, assim. Absurdinho, né não??

  6. Minha mãe sempre diz um ditado: “Quem guarda com fome, o Diabo come”.

    Gente que economiza a vida achando que os dias ficarão mais longos e não percebem que o melhor tempo para viver é o presente.

    Por que o passado, já foi e futuro não me pertence…

  7. Amei o post….e eu pasos por isso tbm. Tem gente q eu desconfio q não tem coragem de aproveitar a vida com medo de gastá-la, rasgá-la, sei lá o q…..essa gente dá preguiça, pelamor!
    Bjão.

  8. Nossa, você acabou de descrever TOTALMENTE a minha mãe! Desde pequena eu ficava emburrada com ela sobre isso. Mas acho que isso é coisa de mãe e fica quase impossível mudar isso nela. Mas que eu não suporto isso, ah, eu não suporto.

    (textosemleitor.blogspot.com)

  9. Poderia ter escrito esse post, sério.
    Tenho gastura (palavra muito bem colocada nesse caso) de gente assim. Conheci um monte.
    Brinquedos na caixa, roupas guardadas, preferiam comer numas louças fuampas pra não usar a bonita. Enfim…

    Sou o contrário.
    Se compro uma coisa, faço questão de usar no mesmo dia. E pra isso sempre invento uma desculpa.

    Beijo grande!

  10. Hahaha eu concordo. De que adianta guardar roupa boa para usar só em ocasiões especiais se depois elas saem de moda e você não usou e nem quer mais?
    Partilho muito desse pensamento.
    Só não sou assim com o caso das bonecas, meu problema nem é empoeirar cabelo porque isso água resolve. É danificar make, e como pelo menos pro meu bolso elas são caras e ainda valem dindin caso eu resolva vender, acho válido o excesso de cuidado 🙂

  11. hahaha, ainda bem que eu não conheço gente assim! eu acho…rs…já conheci gente fresca assim, mas não lembro de ter encanado com isso, talvez nem tenha prestado atenção, graças a Deus! kk até pq sou bem ao contrário disso!

  12. Aff, tbm tenho agonia de gente assim…creeeeeeeedo…eu vou gastando tudo, usando tudo…minhas paredes estão todas pintadas de giz de cera (obra da Sophia)…não tenho mais jogo de taças, pq se vou tomar vinho quero tomar é na taça mais bonita…não tenho uma roupa que não seja beeeeem surradinha…e sempre que gosto muito do que compro saio da loja já usando…kkkkkkk…amei o post…
    Vanessa Figueiredo
    http://vanessinhafigueiredo.com

  13. Hhahaha minha mãe quando comprava roupa nova para mim, ela não gostava que eu usava logo q comprava, ela dizia, vai usar roupa nova já? guarde..hauhaua Não sei para que guardar sendo que pode usar agora né?hahaha ela é assim até hoje, não gosto disso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *