Telemarketing: quando você não tem escolha

Telefone.
– OLÁÁÁ, BOA TARDE, COM QUEM EU FALOO?

(Não vou fazer a conversa toda em caps, mas acredite, foi assim que ela se estendeu até o fim. Amo pessoas efusivas, ainda mais quando toda essa efusividade se concentra no seu ouvido.) Continuando.

– err… Renata.
– Renata, o que você gosta de ler?
(pausa de 10 segundos seguidos de… ai, tanta coisa… ei, peraí, pra quê você quer saber?)
– Oras… revistas, livros…
– Revistas??? Moda, esmaltes, já imaginou ler sobre todos esses assuntos?
-Tecnologia, internet… (aqui foi minha resposta sendo ignorada)
– Então você ama saber os que as celebridades estão vestindo né? Qual seu endereço? me diz, qual seu endereço que vou te enviar um de nossos exemplares!
– DE GRAÇA?
– Não… de graça não. (pausa da efusividade)
– Ah, então não quero. Quanto é? Quê? Credo, tá caro.
– Me dá seu endereço! (retorno da efusividade velocidade 5)
– Já disse, não quero!
– Você vai receber, vai pagar daqui a 30 dias!!!
– Moça… eu não quero. Mesmo. Obrigada.
-…
– Qual seu endereço?
– …. omg.

Empresas… seu telemarketing REALMENTE funciona?

                  TELEMARKETING

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 pensamentos em “Telemarketing: quando você não tem escolha”