mascotes category image

Especial: Adoção é coisa séria! #AbraçandoPatinhas

29 de outubro de 2014 às 10:57 | Arquivado em: Mascotes

Eu nunca me canso de dizer sobre como as gatinhas daqui de casa começaram a fazer parte da minha vida. Eu sempre amei animais, mas quando era criança, lá em casa era "comum" não se levar ao veterinário, não cuidar até o fim quando se adoecia – geralmente o animal em questão era até doado. Isso me marcou muito, de tal forma que eu prometia que um dia, quando tivesse animais, seria diferente. 

 

Mas estamos aí para aprendizado, pois ninguém nasce sabendo de tudo. E quando eu achei que estava fazendo certo, eu cometi um erro. Em agosto deste ano, encontrei uma gatinha na rua, e ela me encantou tanto por vir correndo na minha direção quando me avistou, que resolvi adotá-la. Estava tudo muito bem até eu perceber que a gatinha estava grávida. E lá vamos nós…

 

Quando a gatinha – que ganhou o nome de Izzy – teve os filhotes, começou uma nova história… ela perdeu todos os filhotes, ficou debilitada e tive que levá-la ao veterinário para saber o que se passava. Izzy foi diagnosticada com FELV Felina, uma espécie de leucemia felina que, assim como nos humanos, debilita todo sistema imunológico. Não tem cura, só tratamento e é para sempre. E o pior de tudo: é contagioso. Eu já tinha visto como a diença se manifesta quando estive na casa de uma amiga um tempo atrás, e no momento que recebi a notícia, fiquei sem chão e desabei a chorar.

 

IZZY-MANHOSA

 

Não sabia o que fazer, já que eu não queria abandonar a Izzy, e também não queria que as outras estivessem contaminadas. Um dilema. Atualmente, a Izzy está castrada e estou no aguardo de um novo exame, para confirmar se de fato ela é portadora da doença. Penso em muitas coisas, e a principal dela, além da torcida por um milagroso negativo, é que se eu tivesse vacinado as minhas contra a doença, eu não teria motivos de me preocupar tanto agora. Eu não sabia o suficiente, apesar da intenção de me esforçar o máximo para fazer tudo certo. Aprendi, mas de uma forma muito dolorosa. 

 

Tudo isso é para dizer que adoção é coisa séria. Além de amor, carinho e comidinha, temos a responsabilidade de manter nossos mascotes em segurança. Sei que é difícil, que custa, mas devagar, a gente chega lá. Felizmente, temos ONGs que protegem animais que foram resultado de atos irresponsáveis de muita gente (inclusive pela falta de castração, super importante que seja feita!), mas são muitos animais abandonados e elas precisam de ajuda constante.

 

Este mês, foi lançado no Rotaroots, com apoio da Max – Total Alimentos, o projeto Abraçando Patinhas,  promovendo a doação de 1 tonelada de ração para uma ONG de proteção animal escolhida pela moderação do grupo, a ABEAC (Associação Bem Estar Animal Amigos da Célia), que é responsável pelo bem estar de cerca de 1100 cães. São muitos doguinhos para encher a  barriguinha, e todos podemos ajudar!

catim-doguim-root

Além disso, podem ser feitas doações a partir de 6 reais através deste link, do qual a Max vai doar +50% em cima da sua doação, ou seja: se você fizer doação de 1kg de ração, na verdade estará doando 1,5kg :) Supimpão!

Lá na página do Abraçando Patinhas tem mais informações e buttons para vocês espalharem por aí. Abrace patinhas, mas com amor e muita responsabilidade!

 

 

vitrola-indica category image

Por um triz – um gráfico sobre psicologia do consumidor

23 de outubro de 2014 às 20:38 | Arquivado em: Vitrola Indica

Você sabia que quase 70% das compras online são interrompidas na hora do checkout? Fosse um ser humano, a sensação seria de um noivo sendo deixado pela noiva no altar. Porém, mesmo sem causar danos à sensibilidade por ser uma mera transação comercial, o índice pode ser considerado gigantesco. Em média, de acordo com 22 diferentes estudos sobre comércio eletrônico, 67,4% das compras são interrompidas na hora do checkout. Ou seja, a cada três clientes que estão prestes a fechar o negócio com as lojas online, dois deixam de fazê-lo no último momento.

 

Esse índice preocupante levou a um estudo mais profundo para descobrir as razões que levam a pessoa a depois de pesquisar pela mercadoria desejada, verificar se tem direito a cupons de descontos, conhecer mais sobre o produto, colocar o item no carrinho de compras e pedir para finalizar a compra, simplesmente desistir ao chegar ao caixa virtual.

 

Custos escondidos são principal causa do rompimento da relação. A pesquisa "Psicologia do Consumidor & E-Commerce Checkout – as estatísticas e hábitos atrás de cada clique do consumidor" entrevistou mais de 1.200 compradores que usam internet para descobrir as razões do abandono e o principal motivo para o rompimento abrupto desse relacionamento foi a "traição" do noivo.

 

De acordo com o estudo, 41% dos consumidores deixaram a loja de mãos vazias por, na hora do checkout, terem descoberto que haveria custos adicionais para realizar a compra. Esse preço não havia sido explicado nas fases anteriores do processo de compra. Na prática, se sentiram enganados pelo vendedor.

 

Outro motivo significativo para a desistência foi a necessidade de fazer o registro junto à loja antes de concretizar a transação. Essa razão foi alegada como causa da desistência por 29% dos entrevistados.Falta de informação e demora também influem na decisão.

 

 A lista de fatores que causaram o abandono da compra tem ainda outros três itens com destaque. Do total de entrevistados, 11% desistiram do processo por não encontrarem informação sobre a entrega do produto que estavam adquirindo. Outros 10% não tiveram paciência. Alegando demora no checkout, desistiram da compra. Por fim, 8% não prosseguiram pela falta do fornecimento de um número de telefone para que se entrasse em contato com o vendedor.

 

Outros motivos somados representam o 1% restante. O perfil dos compradores mais propensos à desistência foi apontado pela pesquisa. Homens com idade entre 25 e 44 anos são os consumidores com maior probabilidade de abandonar o negócio antes de sua conclusão se algo não lhes agradar.

 

 

 

BR_EcommerceFinal_CS6-1

Fonte: www.vouchercloudbr.com.br/

 

cbblogers post patrocinado

cena-feminina category image

Fofura do dia: bonecas “híbridas” de bichinhos!

18 de outubro de 2014 às 09:15 | Arquivado em: Cena Feminina

Postei na página outro dia uma boneca que eu havia encontrado no Pinterest e tinha ficado apaixonada: uma boneca com cabeça de gatinha! Algumas pessoas ficaram curiosas para saber onde vendia, e eu também. E lá vamos nós caçar onde vende uma boneca com cabeça de gata. Mas… pera. Esse corpo não é de Blythe? Até que, durantes as pesquisas, acabei parando num grupo do Flickr, onde confirmei a minha suspeita.

 

bonecas-híbridas-10

 

O modelo postado na verdade, era um "híbrido" de Blythe (ou semelhante) e a cabeça de um Littlest Pet Shop (lembram?). Caçando mais um pouquinho, encontrei transformações maravilhosas, aparentemente com Pullips e Licca também, e até cheguei a ver algumas com Barbies. Tudo isso me deixou ainda mais apaixonada e louca para fazer uma, e já ando namorando algumas Monster High para a primeira experiência. Tudo isso sob o olhar atento do marido de "sério memo?" rs. É, sumemo. E se reclamar, vai ter duas! xD

 

 

bonecas-híbridas

Lucy

 

bonecas-híbridas-2

Maria Soares

 

bonecas-híbridas-3

Pixie Poo

 

bonecas-híbridas-4

Pixie Poo

 

bonecas-híbridas-5

Giulietta Degli

 

bonecas-híbridas-6

Giulietta Degli

 

bonecas-híbridas-7

Giulietta Degli

 

bonecas-híbridas-8

Giulietta Degli

 

bonecas-híbridas-9

Carla Chaves

 

Vomitei um arco íris duplo fazendo essa pesquisa, vai vendo…